Início
NOTÍCIAS
06/11/2019
A dor do luto parental é tema de Tribuna Livre
O grupo de apoio e acolhimento Mães de Anjos de Mato Grosso, representado pela senhora Lyzandra Pizzato, fez uso da Tribuna Livre, na Sessão Ordinária realizada na manhã desta terça-feira (05), a convite do vereador Toninho de Souza (PSD), para falar de luto parental, situação em que famílias enfrentam a dor de perder um filho.

Criado em 2016 por iniciativa da presidente Beluce Bianca, o grupo hoje conta com cerca de 60 mães ativas, mas nesses quatro anos já atendeu mais de 300 famílias. O Mães de Anjos atua através de reuniões nas quais as mães compartilham seu sofrimento, suas angústias e se apóiam mutuamente. Beluce explicou que o grupo faz “o primeiro acolhimento depois da perda”. As reuniões contam com a participação de profissionais da saúde, psicólogos, enfermeiros, médicos.

O grupo nasceu para dar apoio a uma amiga da presidente. “Quando ela perdeu o filho, não sabíamos como lidar com a situação”, revelou, a alternativa foi buscar apoio em outras famílias que haviam passado pelo mesmo drama. Lyzandra, por exemplo, perdeu seu primeiro filho em 2015, aos 4 meses. “A perda de um filho é algo muito difícil de lidar. Existe uma perda, mas ele não foi visto, não foi tocado”, revela. Nada supre esse vazio, dividir angústias e sentimentos com parceiras é uma alternativa que traz algum conforto.

O vereador Ricardo Saad (PSDB), que é médico obstetra há mais de 40 anos, relatou que até mesmo para a equipe de saúde que faz o acompanhamento pré-natal existe sofrimento com essa perda. “Vivemos essa situação (de espera) por meses e, de repente, não há nada. É muito doloroso para o médico também. E mesmo que possa vir outro filho, é preciso saber que um filho não substitui outro”, observa Saad.

Toninho de Souza anunciou que para auxiliar no desenvolvimento desse “importante trabalho” vai apresentar um Projeto de Lei criando a Semana do Luto Parental. Tanto o parlamentar quanto os membros do grupo Mães de Anjos acreditam que dessa forma vão desfrutar de maior acessibilidade a hospitais, unidades de saúde, escolas dentre outros órgãos públicos para explanarem sobre o tema.

A partir desse Projeto de Lei, Toninho vê a possibilidade do surgimento de uma rede de apoio a essas famílias. “A sociedade precisa de esclarecimento e quem sofre precisa de amparo”, refletiu o vereador.

O presidente da CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação), vereador Lilo Pinheiro (PDT) garantiu que vai trabalhar para que o parecer do projeto será apreciado na próxima reunião da comissão, na próxima quarta-feira (06), para que todo o processo esteja apto a entrar em votação o mais rápido possível.

Etevaldo de Almeida | Câmara Municipal de Cuiabá


Imprimir Voltar Compartilhar:  




+ Notícias
26/11 - Mesa Diretora promove reunião de transição com vereadores da próxima legislatura
26/11 - Câmara de Cuiabá realiza três sessões plenárias na próxima semana
18/11 - Câmara realiza sessão ordinária nesta quinta-feira
12/11 - Câmara de Cuiabá auxilia o TRE-MT cedendo veículos
05/11 - Câmara derruba vetos do Executivo nesta quinta
05/11 - Instituto Latino- Americano de Educação para Segurança participa da Tribuna Livre
04/11 - Reunião ordinária da CCJR aprecia projetos nesta quarta
04/11 - Suplente toma posse como vereador e PTB tem 3 na Câmara de Cuiabá
31/10 - Nota de Pesar | Samuel Lemes
SESSÃO AO VIVO
INFORMES
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT - CEP 78020-010 - Fone: (65) 3617-1500
Desenvolvimento: Secretaria de Comunicação - Todos os direitos reservados © 2018
O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira das 7:00hs às 18:00hs.