Início
NOTÍCIAS
01/06/2020
Concessão de RGA a servidores do Legislativo não infringe Lei editada por Bolsonaro
Câmara Municipal de Cuiabá
A Consultoria Técnica do Tribunal de Contas do Estado ratificou a legalidade da concessão da Revisão Geral Anual (RGA) aos servidores do Legislativo Municipal. O projeto de lei que garante o benefício foi aprovado pela Câmara de Cuiabá na semana passada após amplo debate.

A medida permitirá a reposição da perda salarial decorrente da inflação dos últimos 12 meses, o que resulta em 4,30%. O realinhamento aprovado terá seus efeitos financeiros aplicados a partir de 1º de março, conforme preceitua a Lei Complementar Nº 235/2011, que estabeleceu esse mês como data base da categoria. 

Em resposta a uma consulta feita pela Controladoria do município de Itiquira, a qual foi compartilhada com a Controladoria da Casa de Leis da Capital, a Consultoria Técnica do Tribunal pontuou que a concessão de RGA não se trata de ganho real, mas apenas recomposição da perda inflacionária.

Além disso, garantiu que a RGA, pelo índice do IPCA, não infringi o artigo 8º, inciso VII da Lei Complementar nº 173/2020. A referida norma estabelecendo o Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus SARS-CoV-2 (Covid-19) e garantindo auxílio financeiro aos Estados e Municípios. 

A Consultoria esclarece que, tal norma faz essa exceção ao dizer que fica proibido a adoça de medida que implique reajuste de despesa obrigatória acima da variação da inflação medida pelo IPCA.

“Portanto, proceder à recomposição das perdas inflacionárias no percentual estabelecido pela IPCA é permitido pela lei em questão”, enfatizou o técnico de Controle Público Externo da Corte de Contas, Haroldo Junior. 

Diante disso, o secretário de Controle Interno do Legislativo Cuiabano, Jonatas Pulquerio, pontua que o posicionamento do Tribunal, por meio de sua Consultoria Técnica, só vem reforçar o que já havia pontuado o Legislativo Cuiabano no projeto de lei aprovado pelos vereadores na última semana.

“Isso só ratifica que o projeto foi elaborado dentro dos termos da lei, respeitando todas as normas em questão”, finalizou.


Kamila Arruda | Câmara Municipal de Cuiabá



Imprimir Voltar Compartilhar:  




+ Notícias
10/07 - CPI finaliza seus trabalhos e pede abertura de Comissão Processante
10/07 - Vereador Luis Claudio pede CPI da Regulação para apurar atendimento e falta de leitos em Cuiabá
10/07 - Novo teste: Misael Galvão não contraiu novo Coronavírus
09/07 - Exame sorológico atesta presença de anticorpos contra Covid em vereador de Cuiabá
09/07 - Com suspeita de Covid-19, Saad entra em isolamento domiciliar
09/07 - Projeto criado para mulheres desenvolve trabalhos para superar a crise da pandemia
09/07 - CPI entra na reta final relatório será entregue na 6ª-feira
08/07 - Primeiro relatório da CPI da Semob mostra que empresa Rodando Legal não cumpre contrato firmado com a prefeitura
08/07 - Câmara de Cuiabá decreta luto oficial de três dias pela morte do pastor Sebastião Rodrigues de Souza
08/07 - Nota pesar do presidente Misael Galvão ao pastor Sebastião Rodrigues de Souza
07/07 - Prefeito atende reivindicação de Orivaldo da Farmácia e lança pavimentação no Jardim Industriário II e Nova Esperança III
SESSÃO AO VIVO
INFORMES
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT - CEP 78020-010 - Fone: (65) 3617-1500
Desenvolvimento: Secretaria de Comunicação - Todos os direitos reservados © 2018
O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira das 7:00hs às 18:00hs.