Início
NOTÍCIAS
16/07/2021
Vereadora defende autonomia e questiona irregularidades em recondução
Secom Câmara
Durante a sessão ordinária, a parlamentar pediu à Câmara uma posição sobre o assunto
A parlamentar recebeu informações referentes a possíveis irregularidades no processo de recondução de três conselheiros do Conselho Municipal de Educação ao cargo

A vereadora Edna Sampaio (PT) pediu esclarecimentos à Secretaria Municipal de Educação sobre denúncias recebidas por ela referentes a irregularidades no processo de recondução de três conselheiros do Conselho Municipal de Educação ao cargo.

A parlamentar se referiu a uma ação popular que tramita na Justiça, a qual pede a recondução ao mandato, pela terceira vez consecutiva, de três conselheiros do CME.

Segundo as denúncias, a medida vai contra a própria lei que cria o conselho, que não permite a prática de três mandatos consecutivos.

“Precisamos cuidar e zelar pelos órgãos de controle e discussão de políticas públicas, em especial daqueles que foram criados segundo o espírito constitucional para garantir a participação da sociedade na elaboração, na fiscalização de políticas públicas e a educação é um campo muito importante, muito regulamentado, fundamentado”, disse ela.

“É importante que nós aqui da Casa, que também temos um papel fiscalizador, possamos acompanhar esse conselho”, afirmou.

Durante a sessão ordinária, a parlamentar pediu à Câmara uma posição sobre a denúncia. “A própria lei que cria o conselho, que determina as formas de participação, impede que uma recondução seja feita para um terceiro mandato”, disse ela.

“Não podemos admitir que, num contexto de violação do estado democrático de direito, de ameaças constantes à nossa democracia, pequenas atitudes ditatoriais sejam naturalizadas como se não fossem nada. Os conselhos de política pública são uma conquista da classe trabalhadora neste país, uma conquista importantíssima para o controle social”, disse ela.

Segundo ela, projetos do executivo da área da educação estão sendo encaminhados à Câmara sem terem passado pelo CME.  “Há uma série de questões que precisam ser corrigidas na forma de condução do conselho para garantir a democracia, a efetividade da participação social e que ele seja de fato um conselho de discussão de políticas públicas”, disse ela.

“Esta Casa não pode permitir o atropelamento dos conselhos de políticas públicas, em especial o da educação, que tem um papel importantíssimo na discussão de políticas municipais”, alertou.

Neusa Baptista/Gabinete Vereadora Edna Sampaio



Imprimir Voltar Compartilhar:  




+ Notícias
07/12 - Vereadores cuiabanos votam projetos de lei, requerimento e pareceres na sessão desta terça-feira
07/12 - Câmara derruba 4 vetos e aprova 3 projetos de lei
07/12 - Audiência pública discute políticas de combate à violência contra meninas e mulheres em Cuiabá
07/12 - Maysa Leão apresenta projeto de Lei que assegura acompanhante para gestantes autistas e cria Dia Municipal da Igualdade Feminina
07/12 - Projeto de Marcrean instiui a Feira Palácio dos Pets no Tia Nair
07/12 - Após audiência, governo e Prefeitura analisam proposta de acordo
30/11 - Estatuto da igualdade racial, de Edna Sampaio, será sancionado pela prefeitura
29/11 - Dr. Luiz Fernando convida Urologista para ministrar palestra sobre Câncer de Próstata no TCE
28/11 - Câmara conclui a implantação da DCTFWeb
28/11 - Câmara vota pauta com 10 itens em Sessão Ordinária
SESSÃO AO VIVO
INFORMES
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT - CEP 78020-010 - Fone: (65) 3617-1500
Desenvolvimento: Secretaria de Comunicação - Todos os direitos reservados © 2018
O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira das 7:00hs às 18:00hs.