Início
NOTÍCIAS
14/09/2021
Projeto de lei garante diagnóstico e tratamento de trombofilia para mulheres em Cuiabá
Secom Câmara
A proposta foi apresentada na sessão desta terça (14)
Proposta da vereadora Michelly Alencar visa melhorar a saúde da mulher na capital


A vereadora Michelly Alencar (DEM) apresentou um projeto de lei na Câmara de Cuiabá que garante o direito de realização de exames para diagnóstico e tratamento contra a trombofilia para as mulheres que usam o sistema de saúde pública na capital.

No projeto, a parlamentar explicou que a trombofilia é uma doença silenciosa e perigosa para as mulheres, especialmente as que estão em idade gestacional. A doença se caracteriza por promover alterações na coagulação sanguínea que resultam em um risco maior para trombose, se dividindo em dois grupos, adquirida e hereditária.

Segundo a propositura, para as mulheres com predisposição, o uso de anticoncepcional pode aumentar a chance de trombose. Para as mulheres grávidas, quando diagnosticada a doença, a gestação passa a ser de risco. Além disso, a trombofilia é uma das causas de perdas gestacionais.

Pela proposta da vereadora, toda mulher terá direito a investigação, exame genético e tratamento caso diagnosticada a doença nas seguintes situações: como condição para a primeira prescrição do uso de anticoncepcionais, no início do pré-natal e como condição para a primeira prescrição do uso de reposição hormonal.

A vereadora contou que ouviu muitas histórias de mulheres que tinham o sonho de ser mães, mas sofriam perdas gestacionais e demoraram para descobrir que o motivo era a trombofilia. “É preciso que a sociedade entenda e conheça essa doença, tenha acesso ao diagnóstico e ao tratamento. A proposta começa a tramitar agora na Casa e eu espero apoio dos outros parlamentares para esse importante projeto para a saúde da mulher”, explicou.

Ainda conforme o projeto, será realizada uma entrevista pelo profissional de saúde com o objetivo de conhecer o histórico familiar da paciente, particularmente com relação a parentes de primeiro grau com diagnóstico de trombose ou gravidez com complicações em razão da doença e outros fatores de risco. Constatada a importância, o médico solicitará o exame.

Os estabelecimentos de saúde deverão fixar em local visível a toda população, de forma clara e precisa o direito à realização dos exames, os riscos e tratamentos necessários.

A Prefeitura ainda poderá realizar campanhas sobre os riscos da trombofilia em mulheres que fazem o uso de anticoncepcional e são portadores do gene, além dos cuidados que as gestantes precisam ter para prevenção e tratamento. 

Ana Rosa Fagundes/Gabinete Vereadora Michelly Alencar



Imprimir Voltar Compartilhar:  




+ Notícias
23/09 - Câmara aprova pareceres da CCJR na sessão desta quinta
23/09 - Veto derrubado: Política “Menstruação sem Tabu” avança em Cuiabá
23/09 - Audiência pública discute cobrança de coparticipação aos clientes usuários de terapias intensivas
23/09 - Câmara recebe projeto que institui o Regime de Previdência Complementar
23/09 - Câmara recebe deputado para dialogar ações em prol da baixada cuiabana
22/09 - CCJR aprova projetos e derruba vetos em reunião ordinária
22/09 - Vereador realiza sessão solene em comemoração ao dia do contador
22/09 - Vereador apresenta PL que obriga hospitais a comunicar sobre nascimento de bebês com fissura labiopalatal
22/09 - Reunião discute fortalecimento de políticas públicas para Cuiabá e Várzea Grande
22/09 - Vereadora propõe passaporte da vacina em Cuiabá
21/09 - Construção de ferrovia e direitos das pessoas com deficiência foram temas debatidos na sessão desta terça
SESSÃO AO VIVO
INFORMES
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT - CEP 78020-010 - Fone: (65) 3617-1500
Desenvolvimento: Secretaria de Comunicação - Todos os direitos reservados © 2018
O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira das 7:00hs às 18:00hs.