Início
NOTÍCIAS
06/04/2011
Câmara de Cuiabá discute concessão da Sanecap no próximo dia 25
Luiz Alves
Plánário de Deliberações da Câmara de Cuiabá

A Câmara de Vereadores de Cuiabá realiza audiência pública para debater a terceirização da Companhia de Saneamento da Capital (Sanecap) no próximo dia 25 de abril, às 15h, no plenário central do parlamento. Autor do requerimento, o vereador Antônio Fernandes (PSDB) convidou toda sociedade para as discussões, ressaltando a importância da participação popular em todo o processo.

 


"Infelizmente ainda não conseguimos encontrar uma solução para o problema e os cuiabanos ficam mais de 15 dias sem água. Vamos fazer um grande debate, envolvendo todos os segmentos da sociedade, vereadores, Prefeitura Municipal, para que possamos discutir claramente quais são os caminhos que podemos tomar para acabar com o sofrimento. Vou defender que o povo tenha água nas torneiras", afirmou Fernandes.

 


O parlamentar lamentou que nenhuma das nove recomendações elaboradas pela Comissão Especial que investigou denúncias de irregularidades na companhia tenham sido aplicadas.

 

“Infelizmente já se passaram mais de 90 dias e o Executivo não colocou em prática nenhuma das recomendações feitas pela Comissão e a população ainda sofre e muito com a péssima qualidade do serviço que é oferecido. Vários bairros estão sem água há pelo menos dez dias”, disse o vereador tucano.

 

Fernandes revelou que em bairros como o Serra Dourada e Novo Paraíso II, os moradores, cansados de esperar pela implantação da rede que leva água para as casas, resolveram comprar e colocar os canos. Segundo o vereador, a Sanecap alegava que não dispunha de recursos para fazer as redes, mas assim que a população solucionou o problema, começaram a cobrar pelo serviço de distribuição de água.

 

“A água é hoje mais importante que tapar buracos, que qualquer problema da cidade. A Sanecap não implantava as redes alegando falta de dinheiro. Por R$ 800 os moradores compraram e instalaram os canos. Logo em seguida a Sanecap apareceu para colocar os relógios e cobrar água da população. Não esse tipo de serviço que os cidadãos esperam. Sou contra vender um bem público, que pertence aos cuiabanos, mas não podemos aceitar essa situação”, afirmou Fernandes.


 

Da Assessoria



Imprimir Voltar Compartilhar:  




+ Notícias
12/08 - Câmara realiza Sessão Solene em homenagem ao Dia do Advogado
11/08 - CCJR analisa 11 matérias durante 20ª reunião ordinária realizada nesta quinta-feira
11/08 - Vereador se posiciona contra PL que libera caça esportiva em MT: "retrocesso à vida"
11/08 - Projeto que proíbe verba pública em eventos que promovam a sexualização de crianças é aprovado
11/08 - Câmara analisa projetos de lei e pareceres na sessão desta quinta
11/08 - Vereadora cobra luz e água para o Pedra 90 e região
11/08 - Secretária de Saúde atende convocação de vereador e presta contas no TCE
11/08 - Audiência Pública discute a criação e união do Setor III do Três Barras
10/08 - Câmara realiza exposição para celebrar os 50 anos do Palácio Paschoal Moreira Cabral
10/08 - Agora é Lei Semana de Conscientização e Combate ao Preconceito contra as Pessoas Portadoras de Nanismo
10/08 - Nosso Palácio completa 50 anos de história
10/08 - Lei que institui o Fevereiro Laranja campanha de conscientização sobre a leucemia é sancionada
SESSÃO AO VIVO
INFORMES
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT - CEP 78020-010 - Fone: (65) 3617-1500
Desenvolvimento: Secretaria de Comunicação - Todos os direitos reservados © 2018
O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira das 7:00hs às 18:00hs.