Início
NOTÍCIAS
25/04/2011
Câmara de Cuiabá abre espaço para público discutir a questão da universalização da água
Sindicalistas, líderes comunitários, dirigentes de organizações sociais, servidores da Companhia de Saneamento da Capital (Sanecap) e parlamentares das principais casas legislativas participaram da audiência pública, no plenário da Câmara de Cuiabá, para discutir o modelo de gestão para universalizar o abastecimento de água tratada, na cidade.  Entre as propostas defendidas pela maioria, estão a gestão compartilhada entre a Prefeitura Municipal e o governo do Estado, com investimentos oriundos da União e do Tesouro do Estado.

A audiência pública, requerida pelo vereador Antônio Fernandes (PSDB), segundo vice-presidente da Câmara, reuniu cerca de 200 pessoas, no Plenário das Deliberações do Palácio Pascoal Moreira Cabral.

O entendimento médio das declarações dos que ocuparam a tribuna está a reclamação por causa da ausência permanente de abastecimento regular de água tratada em praticamente todos os bairros da Capital, o que é considerado inaceitável. “Essa é uma questão que exige pronta resposta para a sociedade cuiabana e a Câmara Municipal está de parabéns em liderar essa discussão”, afirma o senador Pedro Taques (PDT). Ele afirmou ser contrário à privatização dos serviços de água e esgoto da Capital, por haver impedimento da própria Constituição da República.

O líder comunitário Roberto Pereira Lima, o ‘Robertinho’, afirmou que conhece a dura realidade da falta de água nos bairros da periferia cuiabana. Ex-presidente da Associação dos Moradores do Bairro Tancredo Neves e do Novo Paraíso II (Grande CPA), Pereira Lima assegura que existem moradias em a água não sobe nas caixas elevatórias há anos. “Por isso, sou contra a privatização e a favor de que se viabilize investimentos da União”, observa Robertinho. 

O dirigente social João Viana, vice-presidente de uma organização social que atende jovens em situação de risco, destacou a coragem da Câmara Municipal em liderar essa discussão. “É uma questão de suma importância para a nossa cidade e, creio eu, vamos chegar a um denominador comum, em breve”, assegura João Viana.

O presidente da Associação dos Moradores do Bairro Santa Isabel, Vilson Aguiar, assegurou que o movimento comunitário, as bases populares e organizações sociais são contrários à privatização ou terceirização da Sanecap. “Existem mecanismos muito mais eficientes e menos prejudiciais aos consumidores para resolver o problema”, garante Vilson Aguiar.

Também contra a privatização, o deputado federal Valtenir Pereira (PSB) admite discutir a terceirização por 20 ou 30 anos, desde que seja comprovada a incapacidade de investimento pelo poder público. “Há recursos específicos da União e do Estado para se investir no setor”, resume Valternir, ao lembrar que o governador Silval Barbosa (PMDB) decidiu assumir a execução do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 1), que prevê investimentos de R$ 240 milhões em saneamento, na Capital, dos quais menos de 5% foram executados.

O deputado estadual Emanuel Pinheiro (PR) parabenizou a Câmara pela iniciativa e lamentou que em pleno século XXI existam famílias que passam semanas sem água, na Capital. “Precisamos de uma solução para o problema e essa discussão é apenas o primeiro passo”, defende Pinheiro.

Ronaldo Pacheco



Imprimir Voltar Compartilhar:  




+ Notícias
27/05 - ARTIGO - CRISE ECONÔMICA E A COVID-19
27/05 - Vereador diz que emendas na Reforma da Previdência podem atrapalhar o acordo entre o Executivo e servidores
27/05 - Projeto de lei obriga prefeito a prestar contas durante pandemia da covid-19
27/05 - CCJR emite parecer favorável a projeto que aumenta carga horária dos profissionais de tecnologia da informação
27/05 - Reforma da previdência será apreciada na sessão desta quinta-feira (28)
26/05 - CCJR analisa projetos nesta quarta (27) ao vivo nas nossas plataformas digitais
26/05 - CPI do Saneamento tem oitiva marcada para esta quarta (27)
26/05 - Vereadores intermedeiam reunião entre Hospital Geral e Secretaria de Saúde
26/05 - Obras de pavimentação asfáltica serão retomadas no Bairro Despraiado
25/05 - CPI da Semob realiza visita técnica na empresa Rodando Legal, responsável pelo recolhimento de carros apreendidos
25/05 - Juca do Guaraná solicita a inclusão de picolezeiros e pipoqueiros no programa ‘Renda Solidária’
SESSÃO AO VIVO
INFORMES
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT - CEP 78020-010 - Fone: (65) 3617-1500
Desenvolvimento: Secretaria de Comunicação - Todos os direitos reservados © 2018
O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira das 7:00hs às 18:00hs.