Início
NOTÍCIAS
03/11/2011
Aeroporto Marechal Rondon fica pronto em 2013 para receber mais de 5 mi de passageiros ao ano
Secom CâmaraCbá - Luiz Alves
Secretário de Logística Intermodal de Transportes do Estado, vereador licenciado Francisco Vuolo
A assinatura do convênio da Infraero com o Governo de Mato Grosso para execução das obras de reforma e ampliação do Aeroporto Internacional Marechal Rondon, em 15 de novembro, tende a representar pelo menos 12 meses de economia na execução do projeto e, desta forma, até dezembro de 2013, tudo estará funcionando para receber mais de cinco milhões de passageiros ao ano. A projeção partiu do secretário de Logística Intermodal de Transportes do Estado, vereador licenciado Francisco Vuolo (PR), durante explanação, no plenário da Câmara de Cuiabá, na manhã desta quinta-feira (03/11), sobre o andamento da licitação e prazos para as obras do aeroporto, em Várzea Grande.
O vice-presidente da Câmara Municipal, vereador Arnaldo Penha (PMDB), que presidiu a sessão, destacou a boa vontade de Francisco Vuolo em atender prontamente ao convite do Poder Legislativo da Capital, para tirar dúvidas e fornecer informações essenciais ao trabalho dos parlamentares. “É um homem público de rara visão e desprovido de vaidade”, reconhece Penha, que justificou a ausência do presidente da Câmara, vereador Júlio Pinheiro (PTB), por estar resolvendo “questões de força maior para o bom funcionamento do Palácio Paschoal Moreira Cabral”.
Arnaldo Penha lembrou ainda que Vuolo acatou o primeiro convite da Comissão Especial de Acompanhamento e Fiscalização da Copa do Pantanal da Câmara de Cuiabá.
Na explicação, Vuolo destacou o empenho e a vontade política do governador Silval Barbosa (PMDB), em conseguir, com apoio do vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), a estadualização das obras do Aeroporto de Várzea Grande. Mato Grosso é o único Estado que conseguiu autorização do governo federal para realizar a licitação e as obras, estimadas em R$ 87,5 milhões, podendo ser aditivadas para R$ 91 milhões, se incluir a área de segurança.
O secretário de Logística Intermodal de Transportes do Estado anunciou que, em 15 de novembro, quando for entregue o novo Módulo Operacional (MOp) do Aeroporto, o Governo de Mato Grosso irá assinar o convênio com a Infraero, assumindo a responsabilidade pela realização das obras, desde a licitação. A Secretaria de Estado das Cidades (Secid) deve assumir a execução. “Essa estratégia tende a reduzir em pelo menos 12 meses o prazo de conclusão da reforma e ampliação do Marechal Rondon”, observa ele.
Francisco Vuolo cita que, atualmente, o aeroporto recebe 2,3 milhões de passageiros, anualmente. Porém, hoje, sua capacidade é de 1,75 milhão. Segundo ele, com o MOp, a ser inaugurado em duas semanas, passará a ter condições de receber até 2,4 milhões. Com a reforma e ampliação, em dezembro de 2013, poderá receber 5,4 milhões de passageiros por ano. O volume destinado pela União ao Aeroporto de Várzea Grande representa apenas 1,5% do total de recursos para todos os aeroportos brasileiros que irão receber a Copa do Mundo de 2014.
O secretário Vuolo observa que a obra do MOp é executada por uma empresa de Cuiabá, a RG Global.
Francisco Vuolo anunciou, também, para o começo de 2012, o início das obras de adequações viárias nas Avenidas Ponce de Arruda, Arthur Bernardes e Filinto Müller, em Várzea Grande, nas imediações do aeroporto. O destaque está para a diferença de nível entre a rotatória para veículos e o elevado para passagem do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT).
VÔOS INTERNACIONAIS
O Aeroporto Marechal Rondon deve receber, a partir de janeiro de 2012, pelo menos três vôos internacionais por semana. Francisco Vuolo afirma que as conversações com a Viação Aerosür, da Bolívia, estão bastante adiantadas e que falta resolver o gargalo da área de desembarque. “Eu não tenho dúvida que, por sua localização geográfica, Cuiabá tem condições de ser um dos maiores entrepostos comerciais da América do Sul, recebendo vôos da China e da Índia para o Brasil e países vizinhos”, aponta ele.
Vuolo argumenta que, com vôos para Santa Cruz de La Sierra e La Paz, a ida de Cuiabá para os Estados Unidos tem um custo médio reduzido em 40%, em comparação com o trajeto atual, por São Paulo. A partir de 2014, a expectativa é que haja vôos regulares para outros países.
ESTACIONAMENTO
O presidente da Comissão Especial de Acompanhamento e Fiscalização das Obras da Copa do Pantanal, vereador Edivá Pereira Alves (PSD), cobrou do secretário extraordinária a normatização do uso do estacionamento do Aeroporto Marechal Rondon, além da ampliação em pelo menos 200%, em comparação com o tamanho atual. “Se continuar como está, cobrando R$ 30,00 a diária, vai prejudicar o turismo”, afirma ele.
Vuolo confirmou que haverá ampliação do estacionamento do aeroporto, porém, destacou que a gestão cabe à Infraero e não ao Estado. “Quem licita e quem escolhe o modelo de gestão do estacionamento é a Infraero”, justifica.
“O governo do Estado, porém, têm condições de cobrar da Infraero a cobrança de um valor que não afugente os turistas”, resume Edivá Alves, que convidou Vuolo para retornar à Câmara Municipal em nova dada, ainda este ano.

Ronaldo Pacheco



Imprimir Voltar Compartilhar:  




+ Notícias
18/11 - Câmara realiza sessão ordinária nesta quinta-feira
12/11 - Câmara de Cuiabá auxilia o TRE-MT cedendo veículos
05/11 - Câmara derruba vetos do Executivo nesta quinta
05/11 - Instituto Latino- Americano de Educação para Segurança participa da Tribuna Livre
04/11 - Reunião ordinária da CCJR aprecia projetos nesta quarta
04/11 - Suplente toma posse como vereador e PTB tem 3 na Câmara de Cuiabá
31/10 - Nota de Pesar | Samuel Lemes
29/10 - Câmara aprova projetos em sessão remota desta quinta-feira
SESSÃO AO VIVO
INFORMES
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT - CEP 78020-010 - Fone: (65) 3617-1500
Desenvolvimento: Secretaria de Comunicação - Todos os direitos reservados © 2018
O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira das 7:00hs às 18:00hs.