Início
NOTÍCIAS
06/05/2013
Toninho de Souza afirma que "torneiras só registram vento"
Ao agradecer hoje (06-05) a presença dos colegas parlamentares e representantes comunitários no Plenário da Câmara Municipal, participantes da audiência pública que ele requereu para questionar a diretoria da CAB Ambiental sobre a qualidade dos serviços de água e esgoto no município cuiabano, o vereador Toninho de Souza, PSD, foi enfático ao afirmar da tribuna: "Nas demais audiências públicas realizadas nos polos regionais, o reclame geral é de que apenas vento tem chegado farto nas torneiras em muitos bairros de Cuiabá, enquanto a cobrança - por um abastecimento fictício de água - tem sido pontual. E as tarifas, por outro lado, são altíssimas, em claro desacordo com a realidade. Então, é  justo que o povo pague pelo que não consumiu?"
 
O vereador disse que foi isso que ele e os vereadores Marcrean dos Santos (PRTB), Maurélio Ribeiro (PSDB), Dilemário Alencar (PTB), Onofre Jr (PSB), Wilson Kero Kero (PRP), Arilson da Silva (PT) e outros colegas levantaram junto aos populares durante as audiências públicas regionais. "Trouxemos assim essa discussão para dentro do Parlamento, por entender o quanto é importante saber de que forma acontece a prestação dos serviços de água e esgoto pela CAB em Cuiabá".
 
No Jardim Fortaleza, por exemplo, assinalou Toninho de Souza, mais de 300 pessoas lotaram a sede da associação para reclamar da CAB. "Representavam cerca de 10 bairros daquela região. Mas o queixume é sempre o mesmo: é água que não vem e contas que chegam com valores absurdos, incompatíveis. No Bela Vista e Jardim Vitória, registramos a presença de 600 moradores. Também querem que a CAB antecipe o calendário de obras anunciadas para junho ou julho, ao invés de novembro".
 
A audiência pública debateu inclusive o rompimento contratual com a CAB e a reestruturação da Sanecap para a retomada dos serviços. "Os 25 vereadores desta Casa abraçaram essa causa popular. Tanto que a CAB começou a agir, mobilizando-se com empreendimento no Pedra 90 e bairros adjacentes. O anseio da população é para que os benefícios se estendam aos demais bairros da capital. Esta é uma audiência francamente produtiva, pois objetiva estabelecer um compromisso da CAB para que a água chegue em toda Cuiabá, no município inteiro. Esperamos resultados práticos deste encontro".
 

No seu pronunciamento, o diretor-geral da CAB Ambiental, Ítalo Neto, fez uma exposição detalhada da situação anterior (antiga Sanecap) e após a concessão plena dos serviços de água e esgoto à CAB, com prazo de vigência por 30 anos. "Pelas normas contratuais, a universalização da água no município acontecerá em três anos, enquanto a do sistema de esgoto será em 10. Vamos investir R$ 900 milhões de reais ao longo da concessão. Nos primeiros anos, o investimento será de R$ 315 milhões, mais o pagamento de outorga no valor de R$ 516 milhões. Deve ser ressaltado que, no ato da concessão, a CAB entregou à Tesouraria da Prefeitura R$ 120 milhões". 

Cuiabá, segundo ele, tomou uma decisão histórica ao optar pela concessão, pois o sistema anterior empregado pela Sanecap registrava falhas e prejuízos contábeis. "Para que fique claro, Cuiabá não é laboratório da CAB, que atende 6,5 milhões de pessoas no País e é uma das sócias da Sadeps. No ato da concessão, oficializada em 18 de abril retrasado, investimos em treinamento de pessoal, quitação de encargos diversos, inclusive à Rede Cemat (R$ 100 milhões), aquisição de equipamentos em geral e modernização do parque operacional, segurança, condições de trabalho para funcionários, etc".

Ítalo pontuou ainda que Cuiabá não tem nenhum problema de deficiência de água, mas de distribuição. "São Paulo busca água a 70 quilômetros do centro da capital. Mas é um bebê gigante, com sede, e ela pode faltar. Já em Cuiabá, mesmo que a cidade triplique de tamanho e em número de habitantes, existe água abundante disponível. A CAB tem hoje um potencial de reservação de 55 milhões de litros d'água, produzindo 3 mil litros/segundo. São 10 sistemas produtores, compostos por 13 estações de tratamento. E é uma água de qualidade bem superior à de antigamente, à disponibilizada pela Sanecap".

João Carlos Queiroz Secom/Câmara



Imprimir Voltar Compartilhar:  




+ Notícias
05/03 - Câmara realiza sessão solene em homenagem ao Dia da Mulher
05/03 - Vidal pede ações de tapa buraco, limpeza, instalação de ponto de ônibus e construção de rotatória no 1° de março
05/03 - Emenda do vereador Renivaldo Nascimento garante reforma de praça no Dom Aquino
05/03 - Sargento Joelson cobra entendimento entre executivos
05/03 - Sala da Mulher Vereadora Maria Nazareth Hann completa um ano
05/03 - Vereador Eduardo pede limpeza de escola e de pontos dos bairros Nova Esperança 3, Jd. Industriário 2, e Jardim Botânico
04/03 - Tribuna livre discute situação da mulher negra
04/03 - Assembleia apresenta propostas para serem trabalhadas em conjunto com a Câmara
04/03 - Vereadora defende articulação de forças e políticas contra a fome e pela vacina
04/03 - T. Coronel Paccola cobra prioridade de vacinação para Profissionais da Segurança Pública
04/03 - Câmara adota novas medidas de biossegurança
04/03 - Vereador Eduardo solicita implementação de lombadas, faixa de pedestre e sinalização na pista em frente à escola Dr. Mário de Castro
SESSÃO AO VIVO
INFORMES
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT - CEP 78020-010 - Fone: (65) 3617-1500
Desenvolvimento: Secretaria de Comunicação - Todos os direitos reservados © 2018
O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira das 7:00hs às 18:00hs.