Início
NOTÍCIAS
20/06/2013
Líder Leonardo Oliveira sai em defesa de Mauro Mendes
Otmar de Oliveira
Durante a sessão plenária de hoje (20-06), o líder do prefeito Mauro Mendes na Câmara Municipal, vereador Leonardo Oliveira, PTB, afirmou que o gestor do município tem dado demonstrações sequenciais de que está querendo acertar. "Errar, sabemos, é humano. Todos erram, inclusive o prefeito. Mas, também hão de concordar, ele quer acertar. E tem acertado mais do que errado no comando do Palácio Alencastro".
 
Oliveira afirmou que é desleal divulgar denúncias infundadas, "na base do ouvi dizer". É uma maneira, acentuou, de deturpar em prejuízo claro do governo municipal. "É hora de a oposição e situação se unirem por Cuiabá, com ideias propositivas para ajudar nossa cidade. Do jeito que a coisa anda, com essa onda de denúncias sem fundamento, provas, daria até para editar um livro. Já disseram que Mauro (Mendes) pegou dinheiro dos empresários do transporte coletivo para sua campanha. Depois, que houve acerto junto à CAB. Mas, desmentindo isso, ele reduziu tarifas de ambos os setores. Também levantaram inverdades acerca do processo licitatório. Enfim, é preciso checar a veracidade dos fatos antes de divulgá-los publicamente".
 
Segundo o vereador petebista, a eleição já terminou, não se justificando ataques do gênero. "Fazer oposição por oposição não se justifica. Vamos queimar esse livro de denúncias vazias, sem qualquer consistência. Ser oposição é natural, até válido. Mas convém,  é o correto, averiguar se elas têm procedência, antes de alardear aos quatro ventos como algo verídico".
 
No rebate do pronunciamento de Leonardo Oliveira, o 1º vice-presidente do Parlamento, Onofre Júnior,  PSB, disse que essa união entre oposição e governistas pregada pela liderança do Executivo na Câmara significa subservîência. "Todos se lembram do Pacto por Cuiabá, situação similar. Não é desta vez que o Poder Executivo vai conseguir calar esta Casa de Leis. Precisamos ter respeito do Executivo, por exemplo, com relação aos requerimentos encaminhados ao Palácio, que aportam aqui com respostas evasivas, por vezes citando anexos inexistentes. Exercer o mandato com dignidade é direito de quantos representam o povo cuiabano neste recinto parlamentar".
 
Onofre citou que a propalada redução da tarifa do transporte coletivo, em R$ 0,10 centavos, não foi nenhuma dádiva concedida pelo prefeito Mauro Mendes, apenas uma obrigação que os empresários do setor tinham com os usuários, em função da desoneração de impostos pela presidente Dilma. "Na realidade, ele (prefeito) não deu nenhuma contribuição no sentido de reduzir as tarifas. Se a Prefeitura retirar os impostos que incidem sobre as empresas, aí, sim, será possível conceder real benefício à população, com tarifas mais acessíveis. Foi isso que a Prefeitura de Porto Alegre fez, reduzindo em R$ 15 centavos a tarifa".

João Carlos Queiroz Câmara/Cuiabá



Imprimir Voltar Compartilhar:  




+ Notícias
16/02 - Programas habitacionais devem reservar 5% de moradias às mulheres vítimas de violência doméstica
16/02 - Bussiki quer proibir cortes de luz em finais de semana e feriados
16/02 - CCJR realiza primeira reunião e 38 projetos são distribuídos
15/02 - Câmara aprova seis sessões solenes nesta quinta
15/02 - Vinicyus Hugueney busca espaço amplo para artesãos de Cuiabá
15/02 - Presidente do Parque Geórgia pede ajuda para construção de praça no bairro
15/02 - Câmara de Cuiabá busca referências na CGE para aprimorar o controle interno
15/02 - Câmara de Cuiabá debate situação das barragens em Mato Grosso
15/02 - CCJR realiza primeira reunião e 38 projetos são distribuídos
15/02 - Câmara devolve mensagem da Lei Orgânica da Educação para o Executivo
15/02 - Programas habitacionais devem reservar 5% de moradias às mulheres vítimas de violência doméstica
SESSÃO AO VIVO
INFORMES
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT - CEP 78020-010 - Fone: (65) 3617-1500
Desenvolvimento: Secretaria de Comunicação - Todos os direitos reservados © 2018
O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira das 7:00hs às 18:00hs.