Início
NOTÍCIAS
01/10/2013
João Emanuel diz ter ficado surpreso com denúncias contra sua pessoa
Walter Machado
João Emanuel:
Ao se pronunciar hoje (01-10) durante sessão plenária, o presidente da Câmara de Cuiabá, João Emanuel, PSD, externou seu sentimento de surpresa diante das acusações veiculadas na imprensa na última sexta-feira (27) contra sua pessoa, juntamente com mais nove pessoas.

Emanuel foi acusado pelo Ministério Público de que teria participado da tentativa de compra de sentença para a soltura de integrantes da família Pagliuca. Denúncias que o dirigente do Parlamento cuiabano qualifica de 'infundadas, orquestradas e sem qualquer base legal'.

“Na condição de presidente desta Casa, implementamos uma política de atuação de valorização dos vereadores, dos servidores deste poder, de melhor estreitamento nas relações com a imprensa e de melhoramento e aperfeiçoamento dos nossos serviços. Reforçamos e imprimimos nossas ações dentro do mais íntegro comprometimento público”.

Entretanto, destacou o dirigente parlamentar, ao longo dos últimos meses as investidas contra o Legislativo cuiabano ‘têm sido permanentes, ácidas e ruidosas’. Ele disse considerar tudo isso nocivo à democracia.

“A partir da nossa determinação e de todos nós em fiscalizar e cumprir nosso dever constitucional, essas investidas se tornaram mais agudas, mais fortes. Não são poucas, e já atravessamos e superamos, com a Graça de Deus, alguns desafios originários dessas investidas”.

João Emanuel disse ter recebido com surpresa a notícia dessa denúncia do Ministério Público que o coloca como agente em negociação de compra de sentença.

“Sou de família de juristas, doutor em Direito, e sei, antes de qualquer coisa, que o ônus de provas compete a quem alega. Crime mesmo é tecer acusações sem qualquer base. Mas aceito a manifestação da denúncia pelo respeito que tenho nutrido ao Ministério Público, importante braço de garantias dos direitos dos cidadãos”.

Ele esclareceu também que não tem contato com a referida família. “Na condição de advogado, foi procurado na época para analisar o processo, mas não houve prosseguimento em face da contratação de outro advogado.Tornei-me então testemunha em audiência vindoura. Convocação para testemunhar que o deixou igualmente surpreso”.

Emanuel disse que está inteiramente à disposição do Poder Judiciário, instituição que respeita. “Estarei pronto para responder os eventuais questionamentos do juiz, do Judiciário. Vou aguardar, até mesmo para saber o porquê de estar sendo denunciado. Ainda não recebi qualquer notificação judicial. Mas farei minha defesa com a tranqüilidade de quem nada deve, ou nada teme”.

Por formação e na qualidade de cidadão, frisou, ele é colaborador da Justiça, “a quem confio e à qual me entrego. A Justiça sempre reina, sempre reinará".

No final do seu pronunciamento, o presidente João Emanuel lamentou o transcurso de episódios semelhantes. “Lamento que tudo isso - que parece ser uma articulação para desestabilizar o papel fiscalizador do Parlamento cuiabano - ganhe corpo e tenha uma repercussão que não deveria ter, pois nunca e jamais me neguei e jamais me furtarei em estar pronto para responder, como é o caso”.

Também lembrou que, no ato da sua posse, todos os parlamentares juraram que lutariam na defesa dos interesses coletivos. “E continuaremos na direção do melhor para Cuiabá. Como diz o jargão popular, confio em Deus, primeiramente, mas confio também na Justiça dos homens. Confio no Ministério Público e o respeito como instituição. Confio no Judiciário, em vocês e na melhor avaliação dos cidadãos cuiabanos”.

Flávio Garcia/JC Queiroz Secom/Câmara

 



Imprimir Voltar Compartilhar:  




+ Notícias
21/09 - 26/09 - CPI da Saúde
21/09 - 27/09 - Audiência Pública - Relatório segundo quadrimestre de 2018 pelo gestor do Sistema Único de Saúde
21/09 - 28/09 - CPI da Saúde
21/09 - Vereador conclama população para jogo do Cuiabá pela final da Série C
20/09 - Bussiki é nomeado membro do Conselho de Bem-Estar Animal
20/09 - Opinião: O “apartheid” profissional
20/09 - LACEC: Ex-coordenadora afirma ter recebido pedido de pagamento superfaturado e que falta de insumos e reagentes favorece terceirizada
19/09 - POLÍTICA NA MESA: Sorteio de jantar na casa do vereador Felipe Wellaton (PV) será na sexta-feira
19/09 - A importância da representação dos cuiabanos no parlamento estadual e federal: memória e perspectivas
19/09 - Vereador critica proposta do executivo e a avalia como “apartheid” profissional
19/09 - Marcos Veloso apresenta moção de pesar aos familiares de Antônio Mulato
SESSÃO AO VIVO
INFORMES
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT - CEP 78020-010 - Fone: (65) 3617-1500
Desenvolvimento: Secretaria de Comunicação - Todos os direitos reservados © 2018
O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira das 7:30hs às 13:30hs.