Início
NOTÍCIAS
04/10/2013
Faissal quer dar mais transparência à CPI da CAB
A Câmara de Cuiabá deverá encaminhar ao Ministério Público Estadual (MPE) e ao Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci) cópias de todos os documentos referentes à CPI da CAB , assim que se concluir os trabalhos da Comissão.

Isto é o que prevê um requerimento apresentado pelo vereador Faissal Calil (PSB) à Mesa Diretora do parlamento municipal, durante a sessão desta quinta-feira (03.10). A medida, conforme explica Faissal, visa dar mais transparência ao processo de investigação.

“Há a necessidade de se tornar público e notório todas as práticas referentes à execução do contrato e aos serviços prestados pela companhia de saneamento da Capital”, afirma Faissal.

O parlamentar esclarece que o requerimento se trata de uma medida cautelar para evitar, em consequência, o arquivamento injustificado dos trabalhos que envolvam a CPI. “Assim, garantimos total lisura ao processo”, garante.

O mesmo requerimento versa a preocupação do setor da construção civil com a atuação da CAB. Entidades do setor imobiliário de Cuiabá denunciaram ao vereador que -- entre outros problemas -- a concessionária não está expandindo a rede pública de água e esgoto.

A não realização desses serviços estaria impedindo o lançamento de novos empreendimentos em Cuiabá. “Isto é de competência da CAB. Existe um contrato que deve ser cumprido; a CAB não pode afetar o desenvolvimento da nossa Capital”, assevera.

As denúncias oriundas do segmento da construção civil justificam, explica Faissal, o pedido para fornecer ao Creci com a documentação da CPI da CAB. “Temos que buscar uma solução rápida e plausível para esta situação”.

CPI DA CAB

O vereador Faissal Calil é membro da CPI da CAB, que foi criada via Diário Oficial no último dia 27 de setembro. A Comissão Parlamentar de Inquérito que vai investigar a atuação da CAB Cuiabá foi instalada nesta quarta-feira (02.10) e tem o prazo de quatro meses para concluir o relatório.

O contrato de 30 anos da CAB Cuiabá começou em 18 de abril de 2012, contudo, as freqüentes reclamações que chegam aos gabinetes da falta constante de abastecimento de água em alguns bairros de Cuiabá e o não cumprimento do contrato de concessão, levaram os vereadores a propor a investigação.



Humberto Frederico - Assessoria de Gabinete


Imprimir Voltar Compartilhar:  




+ Notícias
21/09 - 26/09 - CPI da Saúde
21/09 - 27/09 - Audiência Pública - Relatório segundo quadrimestre de 2018 pelo gestor do Sistema Único de Saúde
21/09 - 28/09 - CPI da Saúde
21/09 - Vereador conclama população para jogo do Cuiabá pela final da Série C
20/09 - Bussiki é nomeado membro do Conselho de Bem-Estar Animal
20/09 - Opinião: O “apartheid” profissional
20/09 - LACEC: Ex-coordenadora afirma ter recebido pedido de pagamento superfaturado e que falta de insumos e reagentes favorece terceirizada
19/09 - POLÍTICA NA MESA: Sorteio de jantar na casa do vereador Felipe Wellaton (PV) será na sexta-feira
19/09 - A importância da representação dos cuiabanos no parlamento estadual e federal: memória e perspectivas
19/09 - Vereador critica proposta do executivo e a avalia como “apartheid” profissional
19/09 - Marcos Veloso apresenta moção de pesar aos familiares de Antônio Mulato
SESSÃO AO VIVO
INFORMES
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT - CEP 78020-010 - Fone: (65) 3617-1500
Desenvolvimento: Secretaria de Comunicação - Todos os direitos reservados © 2018
O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira das 7:30hs às 13:30hs.