Início
NOTÍCIAS
18/10/2013
Durante audiência manifestantes reivindicam SUS 100% público
No dia do médico (18/10) a Câmara Municipal de Cuiabá, promoveu uma audiência pública, presidida pelo vereador e médico Dr: Ricardo Saad (PSDB), para explanar sobre as contas e recursos investidos na saúde, o secretário Kamil Fares esteve presente, para apresentar os dados do município de Cuiabá.

De acordo com pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Pesquisa e Estatística (IBGE), realizada em 2012, apenas um quarto da população brasileira tem condições de dispensar o Sistema único de Saúde (SUS) por dispor de um plano de saúde. Ou seja: 75% da população do País, justamente a parcela que mais necessita de atendimento de saúde, a de renda mais baixa, enfrenta grande dificuldades de acesso ao sistema.

O SUS foi criado há 18 anos para atender toda a população, independentemente de sua condição social, mas vem sendo um martírio para os brasileiros em geral, que sofrem por falta de médicos, medicamentos, infra-estrutura.

Teve grande destaque na discussão a empresa recém criada para fiscalizar o SUS em Cuiabá, a “Empresa Cuiabana de Saúde”, para Edson Pires, membro da UCAMB (União Coxipoense de Associação de Moradores de Bairros), esta havendo um sucateamento da saúde: “Estamos terceirizando o serviço público. Será que não temos capacidade de administrar nossas entidades públicas? Sou à favor do SUS 100% público”, afirmou.

Andréia Teixeira, estudante de medicina, alegou que o futuro dos profissionais do ramo é incerto: “Existe muita procura, para pouca demanda. O futuro da nossa profissão é sombrio, porque o médico não quer trabalhar no SUS, devido a falta de estrutura acabam indo trabalhar nos hospitais particulares. Não se investe em saúde no nosso país, até os bois recebem mais investimentos em saúde do que a população”, afirmou a estudante.

O vereador Dilemário Alencar (PTB), alegou ser indiguinado, pelo fato de Mato Grosso não possuir um hospital Público Estadual: “Acho que somos o único estado no país, que não possui um Hospital Público Estadual”, afirmou o parlamentar.

Grande maioria dos participantes da audiência se mostraram contra a instauração da "Empresa Pública Cuiabana de Saúde" e à favor do SUS – 100% público. A Câmara Municipal vai realizar nas próximas semanas uma audiência pública para discutir a eficácia e necessidade desta empresa criada pelo Executivo.



Stephanie Romero - Secom/Câmara


Imprimir Voltar Compartilhar:  




+ Notícias
19/06 - ‘Copa Ralinha’ Campeonato Esportivo que Promove Lazer e Geração de Empregos na ‘Baixada Cuiabana’
19/06 - Campanha: Aquece Cuiabá
19/06 - Justino Malheiros: "Frio não afaga corpos sem agasalho"
19/06 - CPI é composta e os trabalhos iniciam nesta terça-feira, após sessão ordinária
18/06 - Audiência Pública
18/06 - "Doação de mudas foi sucesso", avalia equipe ambientalista
18/06 - Ambientalistas exprimem angústia pela despreocupação geral com a natureza
18/06 - Dr. Xavier: “Assinei CPI da Saúde para que denúncias sejam apuradas, não para perseguir ninguém”
18/06 - Dilemário cobra que governador devolva os R$ 82 milhões do novo pronto-socorro
15/06 - Audiência pública para prestação de contas da Prefeitura de Cuiabá
14/06 - Procurador-Geral de Justiça Mauro Curvo agradece apoio do Legislativo em prol do Consórcio Intermunicipal
14/06 - Reunião intersetorial de trânsito da Câmara de Cuiabá define ações prioritárias
SESSÃO AO VIVO
INFORMES

Câmara Municipal de Cuiabá - Praça Moreira Cabral
Centro - s/n - Cuiabá-MT - CEP 78020-010 - Fone: (65) 3617-1500
Todos os direitos reservados © 2013 - Desenvolvimento: Secretaria de Comunicação
O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira das 7:30hs às 13:30hs.