Início
NOTÍCIAS
28/03/2014
Vereador Toninho de Souza refuta interferência externa em trabalho da Comissão de Ética

Presidente da Comissão de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara Municipal, o vereador Toninho de Souza (PSD), reafirmou nesta quinta-feira (27-03) o compromisso da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) em cumprir todos os prazos legais no processo que avalia a cassação ou não do mandato do ex-presidente da Casa, vereador João Emanuel (PSD), preso na última quarta-feira pelo Gaeco em que é acusado pelo Ministério Público Estadual (MPE) de formação de quadrilha, falsificação de assinaturas entre outros crimes. Ao revelar que os trabalhos estão chegando na sua reta final, o parlamentar descartou qualquer interferência externa para que a investigação e parecer sobre o futuro político de Emanuel saiam o mais rápido possível em função da prisão.

 

De acordo com Toninho, em nenhum momento a Comissão quis travar os trabalhos ou querer beneficiar o acusado. Ele lembra que o ano Legislativo iniciou no último dia 6 de fevereiro. A parti desta data automaticamente também iniciou-se o trabalho de investigação contra o ex-presidente da Câmara Municipal. Já na metade de fevereiro, prossegue o presidente da Comissão de Ética, João Emanuel conseguiu uma liminar no Tribunal de Justiça em que impedia a continuidade dos trabalhos. Só no último dia 11 de março que a desembargadora do TJ Maria Aparecida Ribeiro deu parecer favorável, reconhecendo que todo o procedimento estava dentro da legalidade. Nesse período, a investigação ficou parado em 20 dias.

 

"Em nenhum momento deixamos de trabalhar. O que ocorreu era que o João Emanuel conseguiu uma liminar interrompendo os trabalhos. Não podíamos fazer nada até destravarmos esta interrupção. Procuramos a justiça. A partir daí demos continuidade e não é por causa da prisão do vereador é que temos a obrigação de acelerarmos as coisas. Não aceitamos interferência externa", afirmou o parlamentar, lembrando que o prazo é de 60 dias para a conclusão de todo o trabalho. "O trabalho está sendo feito com toda responsabilidade para não dermos brecha jurídica", complementou.

 

Toninho de Souza afirmou que a Comissão de Ética e relatoria, sob comando do vereador Ricardo Saad (PSDB), vão finalizar os trabalhos no próximo dia 7 de abril, numa segunda-feira, em função do feriado do dia 8 de abril, terça-feira, em comemoração ao aniversário de Cuiabá. Toda investigação será entregue ao presidente da Casa, vereador Júlio Pinheiro (PTB), responsável em marcar a data de apreciação em Plenário do trabalho da ação contra João Ema


 

Assessoria de Gabinete - Luiz Esmael



Imprimir Voltar Compartilhar:  




+ Notícias
18/11 - Câmara realiza sessão ordinária nesta quinta-feira
12/11 - Câmara de Cuiabá auxilia o TRE-MT cedendo veículos
05/11 - Câmara derruba vetos do Executivo nesta quinta
05/11 - Instituto Latino- Americano de Educação para Segurança participa da Tribuna Livre
04/11 - Reunião ordinária da CCJR aprecia projetos nesta quarta
04/11 - Suplente toma posse como vereador e PTB tem 3 na Câmara de Cuiabá
31/10 - Nota de Pesar | Samuel Lemes
29/10 - Câmara aprova projetos em sessão remota desta quinta-feira
SESSÃO AO VIVO
INFORMES
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT - CEP 78020-010 - Fone: (65) 3617-1500
Desenvolvimento: Secretaria de Comunicação - Todos os direitos reservados © 2018
O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira das 7:00hs às 18:00hs.