Início
NOTÍCIAS
28/05/2014
Vereador Cido Mendonça apresenta Moção de Repúdio contra o Santander
Secom/ Câmara Municipal de Cuiabá.
Vereador Cido Mendonça (PT).
Vereadores de Cuiabá aprovaram por unanimidade a Moção de Repúdio contra o Santander pela precarização do serviço, demissões e fechamentos de agências. A Moção foi apresentada pelo vereador do Partido dos Trabalhadores, Cido Mendonça, subscrito pelo vereador Allan Kardec, e apreciada na sessão ordinária desta terça-
feira (27). 

Os vereadores destacaram a insatisfação da população que sofre com as medidas arbitrárias contra os clientes e bancários. A Moção de Repúdio foi solicitada pelo Sindicato dos Bancários de Mato Grosso (SEEB-MT) juntamente com a Federação dos Trabalhadores em Empresa de Crédito (Fetec/CN) que atuam junto com a Confederação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf/CUT). A luta dos trabalhadores busca forças para combater a política gananciosa do Santander. 

De acordo com o vereador suplente Cido Mendonça, que atualmente ocupa a vaga do vereador Arilson da Silva que é bancário e diretor do SEEB-MT, o Santander vem prejudicando os usuários, pois as agências sempre estão lotadas, há demora no atendimento, sem contar as falhas nos sistema onde os terminais permanecem horas fora do ar. 

“Manifesto aqui o nosso apoio à luta da categoria para a valorização e respeito aos trabalhadores contra a política da Instituição Financeira Espanhola que visa somente o lucro, deixando de lado as condições de trabalho e o bom atendimento aos consumidores e usuários”.

De acordo com o SEEB-MT e FETEC-CUT/CN, além das demissões, o Santander vem fazendo o fechamento de agências como no caso de Cuiabá com dois postos e Várzea Grande um posto. O reflexo da postura do banco é o não cumprimento da Lei das Filas e o aumento da carga do trabalho dos bancários, o que desvaloriza seus trabalhadores.

Segundo a secretária Geral do SEEB-MT e representante da Fetec/CN na Comissão de Empregados do Santander, Leonice de Souza, a Moção de Repúdio reforça a luta dos trabalhadores por respeito e valorização. “Estamos atuantes e em diálogo com toda sociedade para denunciar o descaso do banco e cobrar a mudança desta postura gananciosa”, diz. 

Para o diretor do Sindicato e funcionário do Santander, Florisvaldo Pereira, o banco só desvaloriza os trabalhadores e toda população. “O Santander prefere pagar R$ 324,1 milhões para os 46 integrantes da diretoria no Brasil a investir em melhorias para as pessoas. Os lucros são exorbitantes e o desrespeito é realidade nas agências. Os trabalhadores e os clientes são os mais penalizados”, afirma. 

Protesto na Torre Santander 
A Contraf-CUT, federações e sindicatos realizaram nesta terça-feira (27), uma manifestação em frente à Torre Santander, em São Paulo, contra as milhares de demissões de funcionários. Houve a entrega de cartas assinadas por clientes de todo o país, cobrando o fim das dispensas, mais contratações e redução dos juros e das tarifas. A atividade irá coroar a Jornada Nacional de Luta, iniciada no último dia 13.
 
Marcela Brito
Assessoria de Imprensa



Imprimir Voltar Compartilhar:  




+ Notícias
22/07 - População e funcionários sobem o morro de Santo Antônio
22/07 - Câmara promove readequação e gera economicidade
22/07 - População e funcionários sobem o morro de Santo Antônio
22/07 - Câmara promove readequação e gera economicidade
18/07 - Câmara limpa a pauta e encerra semestre legislativo
18/07 - NOTA DE ESCLARECIMENTO
18/07 - Contas do município são aprovadas na Câmara
18/07 - Vereadores prestigiam entrega de estação elevatória pelo prefeito
18/07 - Estudante faz vaquinha digital para realizar sonho de ser astronauta
SESSÃO AO VIVO
INFORMES
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT - CEP 78020-010 - Fone: (65) 3617-1500
Desenvolvimento: Secretaria de Comunicação - Todos os direitos reservados © 2018
O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira das 7:00hs às 18:00hs.