Início
NOTÍCIAS
15/02/2007
Saúde e Meio Ambiente serão prioridades nesta legislatura
Vereadores de oposição e da base aliada ao prefeito Wilson Santos (PSDB) uniram os discursos em prol do social para o ano legislativo, que começou nesta quinta-feira (15), em sessão solene, no plenário da Câmara Municipal de Cuiabá.

De volta a Casa após permanecer por dois anos na suplência do deputado federal eleito, Valtenir Pereira (PSB), a vereadora empossada Enelinda Scala (PT) prometeu lutar por políticas públicas de combate às drogas. “Esta questão é importante, até porque o uso de tóxicos onera os cofres públicos com gastos em saúde pública”, alertou. Conforme a parlamentar, seu mandato será centrado em três bandeiras: Saúde, Meio Ambiente e Educação.

Na mesma linha de atuação, Leve Levi (PSDB) destacou a importância do crescimento sustentável para Cuiabá. O principal ponto levantado pelo parlamentar foi a lei que prevê coleta seletiva de resíduos sólidos em prédios. “Embora haja a separação dos resíduos, eles voltam a ser misturados quando coletados pelos caminhões da Prefeitura. É praticamente um trabalho perdido”, enfatizou.

O vereador Clovito (PTB), por sua vez, propôs projeto de lei que dispõe sobre o Cartão Gestante. Por meio deste, todas as informações clínicas da paciente, desde o pré-natal ao parto, ficariam disponíveis aos médicos do Sistema Único de Saúde (SUS). “Como a rotatividade dos profissionais é elevada, precisamos ter um controle da situação de cada paciente. Caso contrário, a cada visita ao hospital, a gestantes terá que disponibilizar os mesmos exames e dados já fornecidos anteriormente”, explicou.

Além da sincronia no discurso, os parlamentares acreditam que a nova gestão da Mesa Diretora, presidida pelo vereador Lutero Ponce (sem partido), trará agilidade aos trabalhos. “Penso que a sociedade terá respostas com mais rapidez aos seus anseios”, apontou Clovito.

Ivan Evangelista (PPS) espera que a nova administração “cumpra o prometido e faça as alterações necessárias no Regimento Interno. Hoje as principais funções administrativas são centralizadas no presidente. Precisa haver democracia”, destacou.

Ele acredita que o projeto de lei sobre a diminuição do recesso parlamentar deva entrar em pauta ainda no primeiro semestre deste ano. “A matéria já está em tramitação na Casa. É necessário reduzir o recesso e aumentar o prazo para a discussão de projetos importantes, principalmente de matérias do Executivo”, argumentou.

De acordo com o vereador Edivá Alves (PSDB), dentro de 60 dias devem ser sanadas possíveis controvérsias sobre projetos polêmicos, como a majoração no preço da tarifa do transporte coletivo; concessão da Empresa de Saneamento da Capital (Sanecap); e alterações no Plano de Cargo, Carreira e Salário (PCCS) dos servidores da Prefeitura Municipal.

“Mesmo com estes projetos reina um clima de harmonia entre os parlamentares. As opiniões divergentes vão surgir, até porque são necessárias. Mas, ao final, chegaremos a um consenso”, finalizou.

Assessoria: Secom Câmara.Cba/Andreia Haddad



Imprimir Voltar Compartilhar:  




+ Notícias
18/11 - Câmara realiza sessão ordinária nesta quinta-feira
12/11 - Câmara de Cuiabá auxilia o TRE-MT cedendo veículos
05/11 - Câmara derruba vetos do Executivo nesta quinta
05/11 - Instituto Latino- Americano de Educação para Segurança participa da Tribuna Livre
04/11 - Reunião ordinária da CCJR aprecia projetos nesta quarta
04/11 - Suplente toma posse como vereador e PTB tem 3 na Câmara de Cuiabá
31/10 - Nota de Pesar | Samuel Lemes
29/10 - Câmara aprova projetos em sessão remota desta quinta-feira
SESSÃO AO VIVO
INFORMES
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT - CEP 78020-010 - Fone: (65) 3617-1500
Desenvolvimento: Secretaria de Comunicação - Todos os direitos reservados © 2018
O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira das 7:00hs às 18:00hs.