Início
NOTÍCIAS
03/04/2017
Projeto de Juca do Guaraná visa alertar sobre atendimento ao autista
Ednei Rosa - Secom/CMC
Vereador Juca do Guaraná Filho
Juca do Guaraná, vereador pelo PT do B – Partido Trabalhista do Brasil, apresentou projeto de lei que dispõe sobre a obrigatoriedade de estabelecimentos públicos e privados estamparem, em local visível, o símbolo para a conscientização do autismo, informando que o autista e seus acompanhantes possuem  direito a atendimento prioritário.

No projeto, Juca delineou o que se entende por estabelecimento privado: supermercados bancos farmácias bares, restaurantes e similares, bem como lojas comerciais em geral. “Para obtenção deste atendimento prioritário, deverá ser apresentado documento comprobatório de portador do Transtorno Espectro Autista, pois essas pessoas não apresentam anomalias físicas”, esclarece.

Para o vereador, esta lei vem em auxílio aos portadores desse transtorno e a seus entes, por que “sabemos da dificuldade em identificar e, até mesmo, diagnosticar, o portador do Espectro Autista. Em nossa cultura, ainda vigora a crença de que a deficiência deve ser aparente, visível”, explica.

A Lei Federal 12.764/2012 institui para todo o país a Política Nacional de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista e assevera que o autista é considerada pessoa com deficiência para todos os efeitos legais. “Para elaborarmos este projeto ouvimos relatos de familiares de portadores de autismo, e pudemos avaliar a dificuldade que enfrentam para serem atendidas e o quanto ainda sofrem discriminação”, justifica o parlamentar. Por isso ele acredita que a exposição do símbolo é um importante mecanismo de aperfeiçoamento da lei.

O símbolo, que é uma fita multi colorida em forma de laço, representa o mistério e a complexidade do autismo. As diferentes cores e formas significam a diversidade das pessoas e das famílias convivendo com a desordem que o transtorno impõe, isso tudo configurado por peças de quebra-cabeça. Já o brilho deste símbolo é o sinal de esperança no futuro destes seres. Por isso, Juca acredita que a lei “vai atuar em um plano de conscientização da população, trazendo maior respeito no tratamento a essas pessoas, pois a exposição do símbolo vai alertar para uma realidade ainda desconhecida”, encerrou.

Secretaria de Comunicação
Etevaldo ‘d Almeida



Imprimir Voltar Compartilhar:  




+ Notícias
20/04 - Vereadora Michelly pede prioridade de vacinação para gestantes
20/04 - Vidal pede revitalização de creche, implantação de linha de ônibus e saneamento básico em três bairros de Cuiabá
20/04 - Juca do Guaraná Filho participa da posse da nova diretoria COMEC
20/04 - “Provamos que o lockdown é uma medida efetiva”, diz secretária de saúde de Araraquara (SP)
20/04 - Câmara aprova projetos de lei em primeira votação na sessão desta terça
20/04 - Vereador sugere que escolas municipais sejam utilizadas como pontos de vacinação
20/04 - Maysa Leão visita ponto de vacinação na ALMT e pede utilização da 2ª dose em quem ainda não foi imunizado
20/04 - Após luta de vereador, Agentes de Trânsito e de Fiscalização são vacinados contra a Covid-19
20/04 - 14 bairros de Cuiabá recebem indicações do vereador Eduardo Magalhães
19/04 - Câmara continua com sessões remotas, mantém atendimento externo suspenso e servidores entram em sistema de rodízio
19/04 - Câmara de Cuiabá reabre prazo para pedidos de isenção da taxa do concurso
SESSÃO AO VIVO
INFORMES
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT - CEP 78020-010 - Fone: (65) 3617-1500
Desenvolvimento: Secretaria de Comunicação - Todos os direitos reservados © 2018
O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira das 7:00hs às 18:00hs.