Início
NOTÍCIAS
16/05/2017
Taxistas protestam por regulamentação do transporte na cidade
Ednei Rosa
Os grampos telefônicos e a regulamentação dos serviços de transporte de passageiros dominaram a Sessão Ordinária desta terça (16) 

Motoristas de táxi lotaram as galerias do plenário. Eles apontam que existem mais de 30 grupos de motoristas independentes que estão funcionando no vácuo da legislação e seriam cópias do aplicativo UBER.

A convite do vereador Dilemário Alencar, os presidentes de duas entidades que representam esses profissionais fizeram uso da Tribuna Livre, requerendo maior participação da Casa Legislativa na questão. A maioria dos vereadores firmou posição em favor dos taxistas. Uma voz discordante foi o vereador Felipe Wellaton (PV) que disse enxergar na nova modalidade uma saída para a crise. Ele argumentou que a situação do país gerou demissões de inúmeros pais de família que encontraram na atividade uma forma de garantir o sustento do lar.

Um dos defensores da regulamentação, o vereador Dilemário Alencar (PROS), foi incisivo ao defender maior participação da Câmara no processo regulamentação do serviço. O parlamentar lembrou que os vendedores ambulantes recolhem taxas junto à Prefeitura para que possam trabalhar e, assim, não é justo privilegiar uma só categoria.

Posição semelhante defendeu o vereador Diego Guimarães (PP), ele comparou a situação às partidas de futebol, que têm regras definidas e assim são disputadas dentro de um padrão conhecido por todos os praticantes. Nesse embate o vereador Lilo Pinheiro (PRP), na prerrogativa de líder do Executivo, comunicou que o Prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB) vai enviar mensagem à Câmara contemplando o tema. Dilemário, então, solicitou que a matéria seja tratada com antecedência em uma reunião com os parlamentares a fim de que sejam eliminadas discordâncias e a matéria possa ser aprovada pelo Plenário.

Vereadores condenam escutas ilegais

Sejam ilegais ou irregulares – conforme pontuou o vereador Diego Guimarães, que é advogado e presidente da CCJ – as escutas denunciadas pelo Promotor Mauro Zaque foram condenadas por unanimidade.

Os vereadores destacaram que o pais atravessa um período democrático no qual impera  o estado de direito garantido por uma constituição votada por representantes do povo brasileiro.

Foi pedido que a Câmara tome uma posição, enquanto instituição, a fim de salvaguardar o direito de cidadãos que tiveram a privacidade maculada pelo exercício irregular de uma prerrogativa de Governo. Um que levantou voz em favor do Governador Pedro Taques foi o vereador Renivaldo Nascimento (PSDB) que reiterou a credibilidade do governador e observou que Mato Grosso teve os cofres dilapidados nos últimos dezesseis anos, enquanto muitos que hoje se manifestam ficaram calados satisfeitos por benesses que atualmente prejudicam a administração.

 

SECOM – CÂMARA CUIABA

Etevaldo d`Almeida





Imprimir Voltar Compartilhar:  




+ Notícias
22/09 - Bussiki homenageia e ressalta importância dos agentes de trânsito de Cuiabá
22/09 - Audiência pública debate melhorias dos serviços para pessoas com deficiência
22/09 - Campanha dia das crianças
22/09 - Programa de disseminação de políticas públicas
22/09 - Professor Mário endossa projeto que leva alunos a conhecerem história da capital através do Ecobus
22/09 - Luta nacional: Pessoas com deficiências devem ter passe livre no transporte coletivo de Cuiabá
21/09 - Vereador Paulo Peixe - PSL, busca melhorias para a Av. Jacques Brunini
21/09 - Audiência Pública debate os serviços prestados pela empresa de Correios e Telégrafos - ECT
21/09 - O Bairro Altos da Serra I receberá asfalto em todas as ruas
SESSÃO AO VIVO
INFORMES

Câmara Municipal de Cuiabá - Praça Moreira Cabral
Centro - s/n - Cuiabá-MT - CEP 78020-010 - Fone: (65) 3617-1500
Todos os direitos reservados © 2013 - Desenvolvimento: Secretaria de Comunicação
O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira das 7:30hs às 13:30hs.