Início
NOTÍCIAS
23/11/2017
Vereadores iniciam debate sobre Lei Orçamentária de 2018
A Câmara de Cuiabá deu início nesta quarta-feira (22) às audiências públicas para a discussão da Lei Orçamentaria Anual (LOA) para o próximo ano em Cuiabá, cujo orçamento prevê R$ 2,19 bilhões. O valor é pouco mais de R$ 173 milhões menor em relação a 2017, orçado em R$ 2,36 bilhões.

A audiência pública foi requerida pelo vereador Marcelo Bussiki (PSB), presidente da Comissão de Fiscalização e Acompanhamento da Execução Orçamentária. Na ocasião, a equipe econômica da Prefeitura de Cuiabá apresentou a LOA que estima receitas e fixa as despesas para o próximo ano.

A receita total liquida está estimada em R$ 2,191 bilhões, sendo R$ 1,1 bilhão destinados ao orçamento fiscal e R$ 1,035 bilhão à seguridade social.  Essa receita é a soma das receitas correntes previstas em R$ 1,9 bilhão, receitas de capital previstas em R$ 145 milhões e receitas intraorçamentárias previstas em R$ 143 milhões. Já as despesas (corrente, capital e intraorçamentária)  estão fixadas no mesmo valor.

No entanto, de acordo com Bussiki, as receitas são aproximadamente R$ 173 milhões menores do que previsto em relação ao exercício de 2017. Na época, a receita bruta era de R$ 2,36 bilhões enquanto a receita líquida estava estimada em R$ 2,25 bilhões.

Por isso, há uma preocupação relativa ao repasse para secretarias fundamentais, como Saúde e Educação. Em relação ao ano de 2017, a previsão de repasse à Saúde totalizou R$ 752 milhões, enquanto à Educação foi de R$ 453 milhões.

Para 2018, está previsto o repasse de R$ 746 milhões à Saúde e R$ 413 milhões à Educação. Os valores, contudo, dentro dos limites constitucionais estabelecidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).  

“Pudemos ver uma projeção de queda de repasse para a Saúde em R$ 6 milhões e, para Saúde, em R$ 40 milhões, o que nos causou um pouco de preocupação. Vemos os esforços que o prefeito tem feito, mas precisamos garantir que os recursos possam dar cobertura para as ações finalísticas voltadas ao cidadão”, disse.

O vereador ressaltou ainda que a criação de cargos - por meio da criação da Secretaria de Inovação e Comunicação e da criação da Secretaria dos 300 anos – aumentou o gasto com despesa de pessoal e que o Executivo precisa envidar esforços para que isso não reflita negativamente nos investimentos à cidade.

“Com a criação de cargos, acaba penalizando as politicas publicas voltadas ao cidadão. Esperamos que isso não aconteça, uma vez que é preciso abertura de novas frentes de trabalho, novas unidades de saúde e educação e investimentos nas áreas”, destacou.

O secretário de Planejamento, Zito Adrien, informou que a LOA foi elaborada dentro de um “orçamento possível”, para “não criar expectativas nas próprias secretarias”. “É preferível você tratar com pé no chão, do que realmente superestimar. É um bom senso que tem que vir do Executivo”, disse.

Ele destacou ainda que, apesar da arrecadação própria ter crescido  na faixa de 6,14% a mais do previsto, ainda há dificuldades com relação ao repasse de recursos estaduais e da União. “Tivemos esse grande problema. Estavam previstos para 2017 e não aconteceu. Se os recursos vierem no próximo ano, ótimo, temos como incorporar no orçamento como superávit.  Mas nós tratamos esse orçamento da maneira mais realista”, encerrou.

Esta foi a primeira de três audiências públicas que devem ocorrer na Câmara de Cuiabá para discutir a LOA. A próxima está prevista para o dia 4 de dezembro. Participaram do evento os vereadores Felipe Wellaton (PV) e  Wilson Kero Kero (PSL), membros da Comissão de Fiscalização.

Da Assessoria 


Imprimir Voltar Compartilhar:  




+ Notícias
16/07 - Chico Leblon apresenta várias reivindicações em seu primeiro dia de sessão
16/07 - Parlamento municipal entra em recesso regimental nesta segunda, mas o administrativo continua em funcionamento
16/07 - Reunião da CPI da saúde é adiada
13/07 - Parlamento cuiabano realiza Reunião de CPI da Saúde nesta segunda-feira (16)
13/07 - Câmara de Cuiabá homenageia três de seus servidores aposentados neste mês
13/07 - Sintep de Cuiabá enumera os pleitos da categoria durante votação da LDO/2019
12/07 - Parlamento cuiabano adia Reunião de CPI da Saúde
12/07 - Dr. Xavier volta a alertar: "Não apoio CPI que envolva atitudes truculentas"
12/07 - Câmara de Cuiabá antecipa sessão ordinária e realiza extraordinária nesta sexta-feira
12/07 - 1ª Dama da Câmara Municipal enfatiza sucesso da "Campanha Aquece Cuiabá"
11/07 - Presidente da CPI, vereador Abilio rebate membro e garante que os trabalhos seguirão seu curso técnico
SESSÃO AO VIVO
INFORMES

Câmara Municipal de Cuiabá - Praça Moreira Cabral
Centro - s/n - Cuiabá-MT - CEP 78020-010 - Fone: (65) 3617-1500
Todos os direitos reservados © 2013 - Desenvolvimento: Secretaria de Comunicação
O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira das 7:30hs às 13:30hs.