Início
NOTÍCIAS
07/05/2018
Vereador Abilio denuncia repasse de verbas a grupos de mídias em Cuiabá
Brunna Maria - Secom/Câmara de Cuiabá
Vereador Abilio Junior (PSC)
Em razão de denúncias de prática de “manipulação” da opinião pública e “favorecimento” de grupos de mídias que atuam em Cuiabá e, até mesmo, em Várzea Grande, o vereador Abilio Junior iniciou um levantamento de informações feito junto à Secretaria de Inovação e Comunicação da Prefeitura de Cuiabá e acredita que as denúncias são procedentes, devendo encaminhar os dados compilados ao Ministério Público para apuração.

Conforme o parlamentar, grupos de mídias que realizavam “ataques” ao prefeito Emanuel Pinheiro receberam vultuosas quantias em dinheiro como pagamento de inserções publicitárias em seus respectivos veículos (TV, rádio, sites de notícia, etc.). O que causa estranheza, afirmou Abilio, “é que os repasses foram feitos justamente após o escândalo das imagens do prefeito embolsando maços de dinheiro, na época que era deputado estadual, e que resultou na CPI do Paletó”.

Além dessa análise, o vereador também constatou que empresários do setor, que respondem por crimes, também têm recebido repasse da Secretaria de Comunicação, o que, conforme o vereador, “ofende o princípio da moralidade”.

“Um exemplo é o Grupo Milas de Comunicação, em que os proprietários andam de tornozeleira eletrônica em razão de processo de extorsão que respondem. Um grupo de ‘jornalistas’ acusado de extorquir políticos para não divulgarem os ‘podres’ deles. Isso não é jornalismo. É uma quadrilha, que é tão bandida quanto os políticos que roubam milhões da população. Posso dizer que são mais bandidos ainda, porque sabendo das práticas ilegais dos políticos, vão até eles, e ficam quietinhos em troca de dinheiro. Daí eu pergunto, onde é que está o bem social que o jornalista deve se pautar? ”, criticou Abilio, ao referir sobre o Jornal Centro Oeste Popular, o qual classificou como “jornaleco”, durante o uso da tribuna da sessão da última quinta-feira (03-05).

Ele destaca que durante o período de maior “fragilidade” da imagem do prefeito, o Centro Oeste Popular teria recebido uma quantia R$ 214 mil. “Um jornal, cujo proprietário é acusado de extorsão, concidentemente, recebe um vultuoso valor por ‘inserções’ de mídia. Será mesmo?”, indagou Abilio, salientando sobre a necessidade de investigar os repasses da Secretaria de Inovação.

O vereador ainda sugeriu criar a “ficha limpa” dos jornalistas. “Existe uma cobrança imensa em cima dos políticos. Mas toda classe tem sua banda podre. Gostaria que fosse criada também a ‘ficha limpa’ dos jornalistas, para banir esses ‘profissionais da imprensa marrom’”, salientou, citando a tabela abaixo.

Na época da denúncia e investigação de extorsão, cuja operação foi denominada “Liberdade de Extorsão”, o Grupo Milas chegou a informar, por meio de nota, que todas as acusações que seus respectivos diretores e funcionários estavam sendo envolvidos seriam esclarecidas em depoimento à Polícia.

Conforme a nota, “o Grupo se pauta pela verdade, tendo como linha editorial o Jornalismo Investigativo, o que tem incomodado poderosos do Estado, refletindo em constantes ameaças e intimações aos funcionários e diretores da empresa”.

Dana Campos
Assessoria de Imprensa/Vereador Abilio Junior

Fotos Relacionadas

Imprimir Voltar Compartilhar:  




+ Notícias
21/04 - Indicação de vereador garante limpeza de área verde
21/04 - Vereador Eduardo Magalhães apresenta indicações solicitando serviços em bairros de Cuiabá
21/04 - Empreendedorismo feminino é incentivado com projetos de Maysa Leão
20/04 - Vereadora Michelly pede prioridade de vacinação para gestantes
20/04 - Vidal pede revitalização de creche, implantação de linha de ônibus e saneamento básico em três bairros de Cuiabá
20/04 - Juca do Guaraná Filho participa da posse da nova diretoria COMEC
20/04 - “Provamos que o lockdown é uma medida efetiva”, diz secretária de saúde de Araraquara (SP)
20/04 - Câmara aprova projetos de lei em primeira votação na sessão desta terça
20/04 - Vereador sugere que escolas municipais sejam utilizadas como pontos de vacinação
20/04 - Maysa Leão visita ponto de vacinação na ALMT e pede utilização da 2ª dose em quem ainda não foi imunizado
20/04 - Após luta de vereador, Agentes de Trânsito e de Fiscalização são vacinados contra a Covid-19
20/04 - 14 bairros de Cuiabá recebem indicações do vereador Eduardo Magalhães
SESSÃO AO VIVO
INFORMES
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT - CEP 78020-010 - Fone: (65) 3617-1500
Desenvolvimento: Secretaria de Comunicação - Todos os direitos reservados © 2018
O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira das 7:00hs às 18:00hs.