Início
NOTÍCIAS
05/06/2018
Dr. Xavier afirma que "greve da área de enfermagem representa caos na Saúde"
Brunna Maria - CMC
O vereador Dr. Xavier disse hoje (5) estar apreensivo em relação às exposições feitas pelo presidente do Sindicato dos Profissionais de Enfermagem do Estado sobre a possibilidade de a categoria deflagrar greve por falta de condições de trabalho e direitos de reajustes salariais não estarem sendo cumpridos pelo Executivo Municipal. Conforme o parlamentar, médico odontólogo, uma greve na área de enfermagem representaria caos completo no atendimento da Saúde Pública da capital. "Já vimos algo do tipo em 2014, quando a população padeceu por causa de uma greve semelhante. E quando digo "padeceu", refiro-me a vidas humanas que foram ceifadas por falta de atendimento nas unidades hospitalares do SUS. Os enfermeiros representam papel crucial na área clínica, sem eles nada funciona nesse setor. Assim, a população é diretamente atingida durante o tempo de mobilização por direitos conquistados judicialmente e não oficializados, na prática. Desrespeito de clara atitude indigna ao grande papel desempenhado pelos profissionais de enfermagem em Cuiabá e em todos os lugares do mundo".
 
No seu pronunciamento na Tribuna Livre da Câmara, o presidente do Sindicato dos Profissionais de Enfermagem do Estado, Dejamir Souza Soares, disse que a categoria já está mobilizada para uma possível greve, em face do descontentamento geral. "Estamos com sérias dificuldades, sem nenhuma condição de trabalho, registrando-se desabastecimento de tudo nas unidades municipais de Saúde. Ao que consta, o atual secretário não tem "poder de caneta" nas mãos, pois não consegue cumprir aquilo que já foi determinado legalmente, por meio de ações e acordos judiciais. Apenas queremos assegurar os direitos dos colegas de enfermagem. Quem se sujeita a trabalhar no Pronto Socorro com plantão extra está sem receber os proventos desse acréscimo laborial desde dezembro último. E a situação se repete nas policlínicas e UPAs, cujos profissionais não recebem a jornada extra desde agosto último".
 
Dejamir ainda citou o caso de uma colega enfermeira, que se encontra em situação debilitada, vítima de câncer no pâncreas. "A servidora Cândida está quase morrendo, ainda em regime de tratamento quimioterápico. Mas ela mesma tem dito não ter esperanças, e que gostaria apenas de se aposentar antes de morrer. É apenas um outro indício das injustiças que ocorrem no setor de enfermagem, confrontando todos os direitos anunciados e não cumpridos. Assim, nossa paciência chegou ao limite. Já nos cansamos de bajulações que não resolvem nada, cafezinhos e tapinhas nas costas, queremos é soluções. Com saúde não se brinca. E a enfermagem é um elemento insubstituível na engrenagem da saúde pública. Se uma greve for deflagrada, muitos inocentes vão padecer, vão morrer. Daí estarmos tentando uma negociação, chegar ao prefeito e explicar a seriedade dessa questão".
 
Para Dr. Xavier, em hipótese alguma a saúde deve ser relegada a segundo plano. "É uma das prerrogativas que defendo na condição de representante popular. A saúde, como um todo, precisa ser valorizada pelos gestores municipais, estaduais e federais. Essa atenção preventiva dispensa problemas futuros, quando assistimos um desmonte geral da estrutura de atendimento. Justamente o que ocorre agora, base fundamental das queixas dos nobres profissionais de enfermagem. Eles querem trabalhar, prestar bons serviços, mas não têm estrutura que possibilite isto. Unimo-nos igualmente à expectativa dessa categoria, para que consiga suas reivindicações e a greve não se concretize e traga tantos transtornos".
 
João Carlos de Queiroz/Secretaria de Comunicação Social CMC


Imprimir Voltar Compartilhar:  




+ Notícias
21/09 - 26/09 - CPI da Saúde
21/09 - 27/09 - Audiência Pública - Relatório segundo quadrimestre de 2018 pelo gestor do Sistema Único de Saúde
21/09 - 28/09 - CPI da Saúde
21/09 - Vereador conclama população para jogo do Cuiabá pela final da Série C
20/09 - Bussiki é nomeado membro do Conselho de Bem-Estar Animal
20/09 - Opinião: O “apartheid” profissional
20/09 - LACEC: Ex-coordenadora afirma ter recebido pedido de pagamento superfaturado e que falta de insumos e reagentes favorece terceirizada
19/09 - POLÍTICA NA MESA: Sorteio de jantar na casa do vereador Felipe Wellaton (PV) será na sexta-feira
19/09 - A importância da representação dos cuiabanos no parlamento estadual e federal: memória e perspectivas
19/09 - Vereador critica proposta do executivo e a avalia como “apartheid” profissional
19/09 - Marcos Veloso apresenta moção de pesar aos familiares de Antônio Mulato
SESSÃO AO VIVO
INFORMES
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT - CEP 78020-010 - Fone: (65) 3617-1500
Desenvolvimento: Secretaria de Comunicação - Todos os direitos reservados © 2018
O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira das 7:30hs às 13:30hs.