Início
NOTÍCIAS
15/08/2018
Câmara aprova projeto de Luis Claudio e proíbe a cobrança de estacionamento em funerárias
Brunna Maria - CMC
Os vereadores derrubaram o veto do Executivo e aprovaram, durante sessão plenária desta terça-feira (14), o projeto de lei do vereador Luis Claudio (PP) que proíbe a cobrança de estacionamento nas empresas concessionários do município de Cuiabá. A medida proíbe, principalmente, a cobrança feita pelas empresas de serviços funerários.

Foram 13 votos a favor da derrubada do veto, contra 7 pela manutenção do veto, que apontava suposta inconstitucionalidade da matéria. Ao defender a aprovação do projeto, o vereador Luis Claudio reafirmou a constitucionalidade da medida, uma vez que proíbe a cobrança do estacionamento na área concessionada e não legisla sobre área particular ou iniciativa privada.

“Sabemos que a competência do Congresso cabe quando é estacionamento de shopping centers, de supermercados, hospitais privados. Mas não estamos tratando de entidade privada, mas de uma concessão publica, que explora um serviço público”, disse.

Ainda segundo o vereador, as empresas que têm o direito exclusivo de prestar os serviços funerários não podem recontratar outras empresas exploradoras do serviço de estacionamento, para atuarem dentro do terreno concessionado pelo Município.  Atualmente, apenas as funerárias Dom Bosco, Santa Rita e Santa Terezinha, conhecida por Capela Jardins, têm autorização para prestar serviços funerários em Cuiabá.

“Se a atividade-fim dessas empresas é serviço funerário, não se pode explorar uma atividade-meio, que é o estacionamento. E o pior, no contrato de concessão não existe autorização para que essa concessionária explore o estacionamento na sua sede. Não estou falando do estacionamento ao lado da Capela Jardins, por exemplo, mas do estacionamento cobrado dentro da funerária”, esclareceu Luis Claudio.

O projeto recebeu o apoio de vários vereadores, que destacaram a importância social da iniciativa, que vai beneficiar principalmente as pessoas com baixa renda.  “Essa é uma luta válida, em prol das pessoas que não têm condições, pois morrer custa caro em Cuiabá. Conte com meu apoio”, disse o vereador Juca do Guaraná (Avante).

Votaram contra o projeto os vereadores Diego Guimarães (PP), Marcelo Bussiki (PSB), Gilberto Figueiredo (PSB), Abilio Junior (PSC), Felipe Wellaton (PV), Marcos Veloso (PV) e Ricardo Saad (PSDB).

Após a derrubada do veto, Luis Claudio agradeceu a aprovação da matéria, que prevê ainda a proibição da cobrança de estacionamento nas dependências das concessionárias de água e esgoto (Águas Cuiabá), de coleta de lixo (Locar Gestão de Resíduos) e  nas empresas  de transporte coletivo.

“Felizmente a grande maioria dos vereadores entendeu que essa é uma matéria justa. É absurdo o que estava sendo feito. Parabéns à Câmara de Cuiabá que hoje fez justiça social”, encerrou Luis Claudio.

Assim que publicada a lei, todas as empresas concessionárias terão prazo de 90 dias para se adequar.


Imprimir Voltar Compartilhar:  




+ Notícias
20/09 - Câmara vai recorrer da decisão que determina retomada da CPI que investiga o prefeito
20/09 - Bairro João Bosco Pinheiro começa a receber pavimentação asfáltica
20/09 - Três projetos que beneficiam idosos recebem parecer favorável de comissão permanente
20/09 - Servidores da Câmara recebem treinamento para implantação do Programa Papel Zero
20/09 - ARTIGO - Plante essa ideia
20/09 - Gabinete realiza campanha “Adote um Copo”
19/09 - Dia Mundial de Limpeza é lembrado em Tribuna Livre
19/09 - Professor de Educação Física com 37 anos de serviços prestados recebe Moção de Aplausos
19/09 - Presidente recebe Apret para tratar de gratuidade do transporte público para as pessoas com doenças renais crônicas
18/09 - Câmara reúne servidores da saúde para debater Projeto 25
SESSÃO AO VIVO
INFORMES
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT - CEP 78020-010 - Fone: (65) 3617-1500
Desenvolvimento: Secretaria de Comunicação - Todos os direitos reservados © 2018
O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira das 7:00hs às 18:00hs.