Início
NOTÍCIAS
24/09/2018
DIREITO DE MENTIR: Secretário de Saúde apresenta HC para “não falar a verdade” em oitiva da CPI
Francinei Marans.
O secretário de Saúde de Cuiabá, Huark Douglas Correia, por meio de seu advogado, Hélio Nishiyama, apresentou um habeas corpus (HC) preventivo com intuito “não falar a verdade”, durante a oitiva da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) de Saúde, realizada na tarde desta sexta-feira (22-09), na Câmara de Vereadores de Cuiabá. 

Segundo entendimento de sua assessoria jurídica, o fato de o secretário ter sido convocado para apresentar defesa junto à CPI, ele passaria de testemunha para investigado, o que o daria prerrogativas de, durante a oitiva, estar acompanhado de seu advogado, permanecer calado e se negar a dizer a verdade. Em razão do HC, foi tentada ainda a suspensão dos trabalhos da CPI, solicitação indeferida pela Procuradoria da Câmara. 

Após o imbróglio, o presidente da CPI, vereador Abilio Junior (PSC), deu início à oitiva, explicando que neste primeiro momento o secretário teria a oportunidade de esclarecer questionamentos acerca do período que era responsável pela administração do Hospital São Benedito. 

Contudo, munido de tais direitos, o secretário deixou de responder a mais de 30 perguntas, se atendo a responder tão somente aquelas que eram convenientes. Dentre algumas, sobre um relatório feito por uma enfermeira, citada como Camila Cristine Pinheiro, do qual apontava desconformidades em processos de aquisição de materiais e equipamentos do hospital. 

“Consta nesse relatório muitas desconformidades, por exemplo, a aquisição de 248 luvas para uma única internação. Ao todo, o relatório apresentou um ‘superfaturamento’ de aproximadamente R$ 680 mil por mês”, disse Abilio, citando ainda a aquisição de um aparelho de termodinâmica, cerca de R$ 2 milhões, e, que conforme o secretário, está parado há em torno de um ano, por falta de recurso para manutenção e custeio. 

O secretário atribuiu as conformidades relacionadas no relatório a uma falha no sistema utilizado pela servidora. “Ela (Camila) não é auditora. O sistema foi mal alimentado. Diante disso, solicitamos uma auditoria capacitada para checar as informações”, disse Huark. 

Conforme relato do secretário, o parecer técnico do relatório auditado considerou que o sistema não poderia ter sido usado, que os dados não eram seguros, e que a alimentação deveria ter sido feita conforme a realidade, sendo necessário um treinamento e padronização para uso do referido sistema. Huark ainda 

sugeriu à CPI, que tal parecer fosse encaminhado à auditoria do Sistema Único de Saúde (SUS), para reforçar que não houve superfaturamento, tão somente falha no uso do sistema. 

De acordo com o presidente da CPI, Huark deverá comparecer em outra oitiva para esclarecer sobre o fato de ele configurar como secretário de Saúde, ser sócio da empresa Qualycare e possuir uma procuração, ainda em vigência, da qual o confere plenos poderes administrativos da empresa PróClin, que tem contrato com o Hospital São Benedito, ambas empresas relacionadas ao Grupo Prox.


Dana Campos
Assessoria/Vereador Abilio Junior (PSC)


Imprimir Voltar Compartilhar:  




+ Notícias
10/12 - Dr. Xavier adverte para aumento de atendimento SUS durante o Natal/Ano Novo
10/12 - Baile da Terceira Idade’ de Cuiabá ganha ambiente Climatizado
10/12 - Gabinete de Misael continua nas ruas para ouvir a população
07/12 - EMPRESA CUIABANA: Abilio colhe assinatura para abertura de nova CPI na Câmara
07/12 - "Fazer mestrado é meu maior presente natalino", afirma deficiente visual do Legislativo de Cuiabá
07/12 - A convite de Mário Nadaf, Vuolo lança projeto da Arena do Siriri em Tribuna Livre
07/12 - Vereador Orivaldo da Farmácia quer asfalto em toda a Região Sul
07/12 - Projeto do Executivo de descontos a contribuintes para pagamento à vista é aprovado no Legislativo
07/12 - Toninho de Souza articula reunião, vereadores e secretários da prefeitura recebem representantes de camelôs
07/12 - Vereadores ignoram pareceres técnicos de Bussiki e aprovam descontos em dívidas com a prefeitura
06/12 - "Lugar de Food Truck" é na rua", é a proposta dos empresários desse segmento em Cuiabá
SESSÃO AO VIVO
INFORMES
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT - CEP 78020-010 - Fone: (65) 3617-1500
Desenvolvimento: Secretaria de Comunicação - Todos os direitos reservados © 2018
O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira das 7:30hs às 13:30hs.