Início
NOTÍCIAS
24/04/2007
Vuolo solicita informações sobre a exploração da Salgadeira
A Câmara Municipal de Cuiabá aprovou requerimento do vereador Francisco Vuolo (PR) que solicita da Prefeitura informações sobre a exploração comercial do Complexo Turístico da Salgadeira. Segundo ele, a Associação de Defesa do Rio Coxipó (ADERCO) está cobrando indevidamente, com autorização do Executivo, taxa de estacionamento e acesso dos turistas ao complexo.

Vuolo informou que, para a que haja uma concessão de exploração de qualquer área pública, é necessário que seja feito um processo licitatório. “Estamos requerendo cópia da suposta licitação que teria dado à ADERCO o direito de cobrar pelo acesso, além da regulamentação da entidade. Tenho a informação de que a Prefeitura permitiu a exploração do local por meio de decreto, prática absolutamente ilegal”, afirmou.

O requerimento também solicita, em caráter de urgência, o envio do relatório de prestação de contas referente à cobrança de estacionamento e demais taxas de acesso, bem como os extratos de movimentação bancária dos recursos arrecadados. “Queremos saber onde está sendo empregado esse dinheiro, por isso pedimos o relatório que rege as obrigações e deveres do concessionário para a manutenção e investimentos na Salgadeira”, ponderou.

De acordo com o Vuolo, há denúncias e reclamações sobre a má conservação da área e a falta de qualquer tipo de investimento em melhorias. “A qualidade do ponto turístico é medido através do grau de satisfação dos visitantes. Comerciantes locais estão dizendo que o movimento está diminuindo freqüentemente, o que nos leva a crer que existam problemas que devem ser corrigidos”, pontuou.

O requerimento foi aprovado pelos vereadores, que ressaltaram a importância de manter a fiscalização sobre um dos principais pontos turísticos de Cuiabá. “O problema não é a cobrança, mas para onde está indo o dinheiro arrecadado. O contribuinte quando paga algo, ele quer ver retorno”, completou o vereador Permínio Pinto (PSDB).

Com a aprovação, o prefeito Wilson Santos tem 15 dias, estipulado pelo prazo regimental, para enviar a documentação requerida. “Com essas informações, vamos tomar as providências para regulamentar e melhor atender o turista no Complexo da Salgadeira”, finalizou Vuolo.

Assessoria/Gabinete



Imprimir Voltar Compartilhar:  




+ Notícias
28/09 - CCJR emite nove pareceres de aprovação e seis de rejeição durante reunião desta quarta
28/09 - Sessões desta terça aprovam pareceres e processos em primeira votação
28/09 - Vereador diz que situação de repasse a hospital deve ser resolvida com urgência
27/09 - Projeto Cuibaninhos na Câmara recebe 70 alunos nesta terça
23/09 - Agora é lei o projeto piloto do Programa de Escola Cívico-Militar em Cuiabá
22/09 - Segue para sanção projeto que garante prevenção e exame do câncer de colorretal
21/09 - Entidades já podem indicar nomes para moção de aplauso em alusão a Consciência Negra
21/09 - Comissões emitiram nesta terça parecer ao PL que regulamenta o 5G em Cuiabá e a um veto
20/09 - Vereadora pretende acionar judicialmente empresa concessionária
20/09 - Sessões desta terça analisam vetos, projetos de leis e de decreto legislativo
19/09 - Câmara realiza treinamento para servidores sobre o uso do protocolo digital
SESSÃO AO VIVO
INFORMES
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT - CEP 78020-010 - Fone: (65) 3617-1500
Desenvolvimento: Secretaria de Comunicação - Todos os direitos reservados © 2018
O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira das 7:00hs às 18:00hs.