Início
NOTÍCIAS
12/11/2015
"Sem preço mínimo, aumenta a importância da fiscalização sobre a venda da CAB", diz Dilemário
Luiz Alves Secom - CMC
Vereador Dilemário Alencar
Durante a sessão ordinária da Câmara Municipal desta quinta-feira (12), o vereador Dilemário Alencar (PTB) usou a tribuna para manifestar sua preocupação com a retirada da exigência do preço mínimo para o leilão da CAB Cuiabá. A alegação para a não exigência do preço mínimo inicial para lance no leilão foi que esta forma possibilita maior concorrência para a venda da concessionária de água e esgoto.

“Penso que com a retirada da exigência do preço mínimo para a venda CAB, mais do que nunca aumenta a importância do papel da Comissão Especial instituída pelo legislativo municipal para acompanhar os desdobramentos do leilão de alienação da concessionária. Agora a venda da CAB fica na análise de razoabilidade de valor pelo Juízo da Recuperação Judicial”, ressaltou o vereador Dilemário.

“Entendo que diante da situação financeira que levou a empresa a solicitar recuperação judicial, é fato consumado que o Grupo Galvão não tem mais as mínimas condições de continuar à frente da CAB.

É preciso uma tomada de iniciativa dos poderes constituídos para defender os interesses da nossa população, pois na verdade o que esta sendo leiloado é a concessão de serviços públicos essencial para a vida do cidadão, que é o de água e esgoto, e está aumentando o caos na área do saneamento”, pontuou Dilemário.

Os vereadores de Cuiabá vão entregar um documento ao juiz Fernando Viana, abordando sobre o modelo de gestão que a CAB vem empreendendo no município de Cuiabá nos últimos três anos na área de saneamento, e expondo a preocupação da população cuiabana quanto ao desfecho de uma nova empresa privada assumir a gestão dos serviços públicos de água e esgoto no município de Cuiabá. 

“Vamos solicitar ao juiz que tenha todo esmero possível ao conduzir o leilão da CAB, para que possa ser vencedora uma empresa que, comprovadamente tenha capacidade financeira e experiência no ramo do saneamento básico, para solucionar o grave problema enfrentado pelos mais de 600 mil habitantes de Cuiabá, que convivem diariamente com o sofrimento da falta de água e a falta da coleta e tratamento de esgoto”, disse Dilemário. 

No documento a ser entregue ao juiz, pelos parlamentares, é apontado que a CAB não cumpriu o prazo contratual para a universalização do abastecimento de água, não realizou nenhuma obra de esgotamento sanitário, e é campeã reiterada no ranking de reclamações ao Procon, pela falta de água nos bairros e cobrança de tarifas abusivas. 

Outro agravante apontado pelos parlamentares, é o fato da CAB deixar de levar rede de abastecimento de água e esgoto à diversas localidades, o que inviabilizou a construção de  projetos imobiliários, revoltando o setor da construção civil e a milhares de pessoas de baixo poder aquisitivo. Os parlamentares pontuam que essa situação tem atravancado o desenvolvimento de Cuiabá e, programas sociais importantes de moradia popular têm deixado de ser executado em nossa cidade. Cerca de 7.600  casas do Programa Minha Casa Minha Vida não foram construídas devido o descompromisso da CAB. 

Assessoria de Comunicação do vereador Dilemário Alencar Contato: (65) 3617-1580
Mais informações (65) 9990 079 ou (65 9990 4717).



Imprimir Voltar Compartilhar:  




+ Notícias
21/04 - Indicação de vereador garante limpeza de área verde
21/04 - Vereador Eduardo Magalhães apresenta indicações solicitando serviços em bairros de Cuiabá
21/04 - Empreendedorismo feminino é incentivado com projetos de Maysa Leão
20/04 - Vereadora Michelly pede prioridade de vacinação para gestantes
20/04 - Vidal pede revitalização de creche, implantação de linha de ônibus e saneamento básico em três bairros de Cuiabá
20/04 - Juca do Guaraná Filho participa da posse da nova diretoria COMEC
20/04 - “Provamos que o lockdown é uma medida efetiva”, diz secretária de saúde de Araraquara (SP)
20/04 - Câmara aprova projetos de lei em primeira votação na sessão desta terça
20/04 - Vereador sugere que escolas municipais sejam utilizadas como pontos de vacinação
20/04 - Maysa Leão visita ponto de vacinação na ALMT e pede utilização da 2ª dose em quem ainda não foi imunizado
20/04 - Após luta de vereador, Agentes de Trânsito e de Fiscalização são vacinados contra a Covid-19
20/04 - 14 bairros de Cuiabá recebem indicações do vereador Eduardo Magalhães
SESSÃO AO VIVO
INFORMES
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT - CEP 78020-010 - Fone: (65) 3617-1500
Desenvolvimento: Secretaria de Comunicação - Todos os direitos reservados © 2018
O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira das 7:00hs às 18:00hs.