Início
NOTÍCIAS
07/06/2017
Lojistas de material para construção apresentam demandas ao Prefeito
Vinícius Bruno
Representantes do varejo de material para construção em Cuiabá se reuniram com o prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB) para apresentar demandas do setor. O encontro foi organizado pelo vereador Diego Guimarães (PP) e garantiu que houvesse uma conversa franca entre empresários e o chefe do Poder Legislativo municipal.

“Nós vereadores temos esse papel de articular os meios para que as demandas dos setores econômicos, em específico o do varejo de material para construção, cheguem até o prefeito. A Câmara Municipal demandará todos os esforços para desburocratizar os procedimentos para concessão de alvarás, o que garantirá agilidade a este setor que é um grande termômetro da economia”, ressaltou Diego Guimarães.

O parlamentar destacou que a construção civil mobiliza uma verdadeira cadeia de serviços e demandas por mão de obra. “Vamos cuidar com atenção para que as reclamações que foram relatadas pelos empresários sejam atendidas com eficácia”, declarou o vereador.

Demandas – Entre as demandas apresentadas pelo presidente da Associação dos Comerciantes de Materiais de Construção de Mato Grosso (Acomac/MT), Gustavo Gusman, está a necessidade de desentravar o procedimento de emissão dos alvarás.

“Estamos chegando ao período de seca, que é uma oportunidade importante para as obras da construção civil, contudo a morosidade para emissão dos alvarás acaba impedindo que o setor produza mais divisas”, explica.

Outra questão é a cobrança de alvará por área do patrimônio e não por área construída. “Cuiabá é uma das poucas cidades do país que cobra alvará de funcionamento por área ocupada, enquanto que no restante do país a regra é a cobrança por área construída. O que está impraticável” relata o membro do Sindicato dos Lojistas de Materiais para Construção, José Wenceslau de Souza Júnior.

Soluções - O prefeito Emanuel Pinheiro informou que vai realizar uma força-tarefa dentro da Prefeitura Municipal para garantir que os alvarás sejam emitidos sem entraves. Quanto aos alvarás de funcionamento, Pinheiro garantiu que já está sendo estudada mudança na legislação para que a cobrança seja de acordo com a área construída e não área ocupada.

Outras reclamações realizadas pelos empresários é a de revitalização da Avenida Carmindo de Campos, que é um importante corredor comercial para a Capital. Emanuel Pinheiro disse que esta demanda só será atendida em 2018, já que o orçamento deste ano está limitado.

Os lojistas também reclamaram da taxa de publicidade recolhida pela prefeitura e a diminuição do espaço dedicado às fachadas das lojas, situação que foi promovida durante a gestão passada. “De fato não há razão para existir a taxa de publicidade”, admitiu Emanuel Pinheiro, que também garantiu que existe uma comissão estudando as demandas dos lojistas. 

Vinícius Bruno
Assessoria de Imprensa
Contato: zfimprensa@gmail.com




Imprimir Voltar Compartilhar:  




+ Notícias
29/05 - Adevair cobra atendimento preferencial às pessoas com Fibromialgia
29/05 - Comissão de Transporte, Urbanismo e Meio Ambiente aprova projeto que disciplina o uso e ocupação do solo na Capital
28/05 - Câmara aprova RGA para servidores do legislativo municipal com responsabilidade econômica
28/05 - Sala da Mulher promove encontro com participação da Secretária da Mulher de Cuiabá
28/05 - Reforma previdenciária municipal passará pela Comissão de Previdência Social antes de ir a plenário
28/05 - CPI do Saneamento faz oitiva com presidente da ARSEC
27/05 - CPI do Feminicídio discute violência contra a mulher em Cuiabá
27/05 - ARTIGO - CRISE ECONÔMICA E A COVID-19
27/05 - Vereador diz que emendas na Reforma da Previdência podem atrapalhar o acordo entre Executivo e servidores
27/05 - Projeto de lei obriga prefeito a prestar contas durante pandemia da covid-19
27/05 - CCJR emite parecer favorável a projeto que aumenta carga horária dos profissionais de tecnologia da informação
SESSÃO AO VIVO
INFORMES
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT - CEP 78020-010 - Fone: (65) 3617-1500
Desenvolvimento: Secretaria de Comunicação - Todos os direitos reservados © 2018
O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira das 7:00hs às 18:00hs.